Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Festival In-Edit: programação tem documentários de Alceu Valença, Elvis Presley e Fela Kuti

11ª edição brasileira começa nesta quarta 12 e vai até 23 de junho. São 57 filmes nacionais e internacionais exibidos em sessões em cinco pontos de São Paulo.

 
 -   /
/ /

A edição brasileira do Festival Internacional do Documentário Musical, o In-Edit, começa nesta quarta (12). São 57 filmes nacionais e internacionais que trazem histórias da música como tema central.

O filme que abre a programação é "My Generation" e mostra como a juventude britânica revolucionou as artes do país nos anos 1960. Paul McCartaney é um dos entrevistados.

Dentre os destaques nacionais, a trajetória de Alceu Valença é retratada no filme "Alceu Valença na Embolada do Tempo", desde os primeiros contatos com a música até os trabalhos mais recentes. Na sexta (14), haverá uma sessão, seguida de debate com a presença de Valença e da diretora Paola Vieira, no Cine Sesc.

Alceu Valença no filme 'Na embolada do tempo' — Foto: Reprodução / Site In-Edit Alceu Valença no filme 'Na embolada do tempo' — Foto: Reprodução / Site In-Edit

Alceu Valença no filme 'Na embolada do tempo' — Foto: Reprodução / Site In-Edit

Além do músico pernambucano, filmes com Arnaldo Antunes, Clementina de Jesus e os artistas independentes de Goiânia foram selecionados para o festival.

O rap tem destaque com o documentário "O Rap pelo Rap 2", que traz artistas, como Djonga, Baco Exu do Blues, Gloria Groove e Rincon Sapiência para discutir as mudanças do gênero no Brasil. O foco desta continuação é em nomes de destaque mais recente da cena. No primeiro, lançado em 2015 estão Dj KL Jay e Criolo.

Rincon Sapiência é um dos artistas do documentário 'O Rap pelo Rap 2' — Foto: Divulgação Rincon Sapiência é um dos artistas do documentário 'O Rap pelo Rap 2' — Foto: Divulgação

Rincon Sapiência é um dos artistas do documentário 'O Rap pelo Rap 2' — Foto: Divulgação

A vida de Fela Kuti é discutida no filme "Meu Amigo Fela". O diretor brasileiro Joel Zito Araújo foi até Nova York conversar com Carlos Moore, amigo e biógrafo do músico nigeriano e um dos pioneiros do afrobeat.

Outros dois ídolos do século XX têm suas trajetórias percorridas em filmes da programação. A ascensão e a queda da carreira de Elvis Presley é comparada aos Estados Unidos e o sonho americano em "The King".

O festival traz pela primeira vez ao Brasil o documentário, que faz literalmente uma viagem pelo país no famoso carro de Elvis, onde músicos, jornalistas, atores e pessoas comuns são entrevistados.

Já em "Miles Davis: Birth of Cool" aborda a vida e obra do importante trompetista americano que revelou nomes como John Coltrane e Herbie Hancock.

A 11ª edição do festival criado em Barcelona O festival tem sessões nas salas CineSesc, SpCine Olido, Cine Matilha, Cinemateca Brasileira e na Spcine Lima Barreto no Centro Cultural São Paulo até 23 de junho. Parte dos filmes selecionados está disponível na plataforma SpcinePlay.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE