Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Missa, passeio ciclístico e combate ao trabalho infantil marcam comemoração dos 138 anos de Alenquer

Programação foi realizada na manhã desta segunda-feira 10 , e reuniu dezenas de pessoas.

 
 -   /
/ /

Para celebrar os 138 anos de Alenquer, no oeste do Pará, uma programação festiva com alvorada de fogos, procissão, missa em ação de graças, passeio ciclístico e corrida, foi realizada na manhã desta segunda-feira (10).

A programação teve início às 5h, com queima de fogos, anunciando a chegada dos 138 anos da cidade ximanga. Às 6h, funcionários públicos de Alenquer e convidados se reuniram em frente à Prefeitura, de onde saíram às 7h em procissão com a imagem de Santo Antônio, padroeiro do município, até à igreja Matriz.

Na chega da procissão houve celebração de missa em ação de graças pelos 138 anos do aniversário da cidade. A matriz ficou lotada de fieis.

Às 9h, foi dada largada ao passeio ciclístico e corrida em comemoração ao aniversário da cidade. A saída foi da frente da Prefeitura Municipal.

No encerramento da corrida, foi servido um café da manhã aos presentes e feita a entrega das premiações aos campeões.

Campanha de combate ao trabalho infantil, em Alenquer — Foto: Ronald Rodrigues/Arquivo pessoal Campanha de combate ao trabalho infantil, em Alenquer — Foto: Ronald Rodrigues/Arquivo pessoal

Campanha de combate ao trabalho infantil, em Alenquer — Foto: Ronald Rodrigues/Arquivo pessoal

Ainda como parte da programação alusiva ao aniversário da cidade, a Prefeitura, por intermédio, da Secretaria de Assistência Social (Semas), juntamente com a equipe Aepeti, foi realizada na manhã desta segunda, uma ação com o intuito de promover, sensibilizar e informar a população em geral sobre o combate ao trabalho infantil. A equipe fez abordagens no comércio e logradouros públicos, bem como a distribuição de material.

História e Turismo

Os registros da formação do povoado que originou o atual município de Alenquer datam da primeira metade do século XVIII, quando os capuchos da Piedade estabeleceram a sede da catequese no Rio Curuá. Ali trabalharam na convenção do índios Arabés. Naquele local, enfrentaram uma série de doenças tropicais que os levaram até o Rio Surubiú, onde permaneceram.

Em 1775, o então governador do Grão-Pará, Francisco Xavier de Mendonça Furtado, subiu o Amazonas dando nomes portugueses as antigas missões religiosas. Assim o Surubiú passou a ser chamado Alenquer, elevando à categoria de Vila através da Carta Régia, de 06 de julho de 1775. Depois disso, por um breve período, a partir de 1833, Alenquer passou a ser anexada a Santarém, conquistando sua autonomia definitiva em 23 de julho de 1848, sendo elevada à categoria de cidade em 10 de julho de 1881.

O turismo tem como atrativo o lugar conhecido como Cidade dos Deuses e cachoeiras. A Cidade dos Deuses é um conjunto de ruínas de milhões de anos de idade que foi descoberto pelos moradores de Alenquer no interior do estado do Pará.

As pedras que formam a cidade dos deuses têm formas de animais e inscrições que podem ter sido feitas por uma civilização muito antiga.

As cachoeiras ficam dentro de uma propriedade particular que conta com infraestrutura de chalés e restaurantes para receber visitantes. O acesso é por terra e para o acesso é cobrada uma pequena taxa.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE