Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

POLÍTICA

Delator diz que Taques gastou R$ 7 milhões de caixa 2 em 2014

 
O empresário Alan Malouf, delator na Operação Rêmora, que desbaratou um esquema de fraudes e desvios em contratos da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), afirmou que o ex-governador Pedro Taques (PSDB) gastou além do registrado em sua campanha, em 2014.

Malouf, já condenado a mais de 11 anos por participação nos esquemas, disse que parte da arrecadação de campanha foi registrada em outra contabilidade, no caso caixa 2.

"Até aqui é oficial [mostrando a planilha]. Daqui para baixo é o caixa 2. Totalizou até a data R$ 34,148 milhões, com o caixa 2", disse, em vídeo divulgado pela TVCA.

Na prestação de contas feita ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Taques declarou ter gasto R$ 27 milhões na campanha, R$ 7 milhões a menos que o total arrecadado, segundo Alan Malouf.

"Taques é o sultão"

O delator disse ainda que se a fase da operação que o levou à cadeia foi chamada de Grão-Vizir, o "sultão", portanto, seria o ex-governador.

"Se eu sou o grão-vizir, quem é o sultão? Está muito claro então... O sultão é o Pedro Taques, é o governador. Eu fiz a mando dele. Para saldar a dívida de campanha dele e não minha. Eu não sou governador, eu não fui governador", disse na delação ao Ministério Público Federal.


Midia News

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE