Notícias

Notícias

Fechar
PUBLICIDADE

REGIONAL

Assembleia acusa Aprosoja de realizar ataque à democracia

 
A Assembleia Legislativa (AL) emitiu uma nota nesta quarta-feira (15) rebatendo as críticas feitas pelo Movimento Mato Grosso Forte, liderado pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), que realiza um protesto no Centro Político Administrativo. Segundo a AL, as críticas aos valores repassados à Casa de Leis e seu trabalho são um “ataque à própria estrutura democrática do Estado”.

O documento, que tem apenas a assinatura da Assembleia, sem nome de nenhum deputado ou procurador da Casa, contesta os dados divulgados pela Aprosoja nas redes sociais sobre os repasses do Estado à Educação, Saúde e à própria AL. Segundo a nota, as informações não representam a verdade e são um “erro crasso no que diz respeito a valores repassados”.

Apesar das críticas dos dois lados, o movimento passou pela Assembleia Legislativa durante a tarde e se reuniu com alguns deputados. Na reunião um documento foi entregue aos parlamentares, em que a categoria apresenta reivindicações e demandas diante do atual cenário político e econômico.

Consta na nota que os R$ 29 milhões mensais que a Aprosoja divulgou como sendo o orçamento da Educação em 2018 na verdade são R$ 233 milhões. E que os R$ 73 milhões para a Saúde que estavam em posts, na realidade foram R$ 149 milhões. “Confundiram-se nos números e fizeram o alarde comparando o orçamento total do mês dos dois poderes com a verba de custeio de duas secretarias”, afirma a Assembleia.

Segundo a Casa de Leis, a questão deve se tratar de um engano e que não acreditam “que uma entidade respeitável como a Aprosoja se prestaria a um trabalho de criar notícias falsas manipulando números”.

Reforçando ainda a importância do Poder Legislativo na democracia, que “tem a missão de promover a representação da população e a fiscalização do Poder Executivo” e que “quando se busca macular esses Poderes com informações pela metade”, “está se promovendo muito mais que a disseminação de inverdades”, mas também atacando a estrutura democrática do Estado, o que trará “desgastes e perdas aos envolvidos, dificultando as relações institucionais”.


Gazeta Digital

 

 

PUBLICIDADE

Mais Lidas em Notícias

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE