Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Cultura

Rádio USP mostra a arte de Joaquim Calado e outros chorões

Programa “USP Especiais” apresenta mestres menos conhecidos do gênero tipicamente brasileiro

 
download do áudio download do áudio O flautista e compositor carioca Joaquim Calado (1848-1880) é considerado o “pai dos chorões”. Músico mais popular do Rio de Janeiro na época colonial, ele fundou o primeiro grupo de choro, inicialmente composto de dois violões, flauta e cavaquinho. Em 13 de janeiro de 1869, ele publicou sua primeira polca, Querida por Todos, uma homenagem a Chiquinha Gonzaga (1847-1935).

Joaquim Calado foi um dos destaques do programa USP Especiais, transmitido no dia 8 de maio pela Rádio USP (93,7 MHz). Intitulado O Choro Além dos Cânones, o programa foi o segundo episódio da série Caminhos Sonoros – Uma Viagem no Tempo na Música Brasileira, produzido pelo Grupo de Estudos Radiofônicos do Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP. Ele teve como objetivo mostrar compositores de choro menos conhecidos dos brasileiros. O primeiro episódio da série abordou o frevo (ouça aqui).

A pianista carioca Chiquinha Gonzaga, o saxofonista paraibano Severino Rangel de Carvalho (1896-1972) – o “Ratinho” -, e o violonista paulista Aníbal Augusto Sardinha (1915-1955), o “Garoto”, pai do violão moderno, entre outros, também foram destacados no programa.
.

Da esquerda para a direita, Joaquim Calado, Chiquinha Gonzaga, Severino Rangel de Carvalho e Garoto – Arte sobre fotos / Wikimedia Commons-CC
.
Ouça nos links acima a íntegra do programa.

USP Especiais vai ao ar sempre às quartas-feiras, às 21 horas, com reapresentação aos sábados, às 21 horas, pela Rádio USP.

 

 

 

 

 

 

jQuery(document).ready(function($) { $.post('https://jornal.usp.br/wp-admin/admin-ajax.php', {action: 'wpt_view_count', id: '244730'}); });

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE