Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Semtur prevê visita de mais de 292 mil turistas a Santarém, em 2019

De acordo com a expectativa da Secretaria, o turismo deve injetar mais de R$ 216 milhões na economia local. Maioria dos visitantes é esperada entre julho e dezembro.

 
 -   /
/ /

Santarém, no oeste do Pará, é uma cidade turística, conhecidas pelas belezas naturais. Todos os anos, vários visitantes de outros lugares do Brasil e mesmo de outros países passam pela região, para conhecer a famosa Pérola do Tapajós. Por conta disso, a Secretaria Municipal de Turismo (Semtur) divulgou uma projeção para o turismo santareno em 2019, com uma perspectiva de crescimento em relação ao ano passado.

Segundo a expectativa do órgão municipal, 292 mil e 660 turistas devem visitar Santarém, o que representa um crescimento de 23% se comparado a 2018, quando 237 mil e 935 visitantes estiveram na cidade. A previsão é de que o turismo injete mais de R$ 216 milhões (R$ 216.852.317,25) na economia local.

A maioria dos visitantes é esperada para o segundo semestre. De acordo com a projeção, 173 mil turistas devem deixar mais de R$ 128 milhões. Um crescimento de 13,7% comparado ao ano anterior.

A maior quantidade de visitantes entre julho e dezembro se dá pelo período de vazante dos rios. O segundo semestre é a melhor época para apreciar as paisagens das praias santarenas, como a Ilha do Amor, principal praia de Alter do Chão, que deu ao vilarejo reconhecimento internacional em 2009 pelo jornal inglês The Guardian. Alter do Chão também foi eleita como um dos 10 melhores destinos do mundo para visitar em 2019.

Além disso, as festas realizadas em Alter também são atrativas aos turistas. O réveillon atrai milhares de pessoas para praia, e a Festa do Sairé, que ocorre em setembro, é a maior e mais antiga manifestação folclórica e religiosa do oeste do Pará, e leva, todos os anos, turistas nacionais e internacionais à cidade e à vila balneária.

A festa do Sairé, em setembro, também atrai turistas nacionais e internacionais a Santarém — Foto: Adonias Silva/G1 A festa do Sairé, em setembro, também atrai turistas nacionais e internacionais a Santarém — Foto: Adonias Silva/G1

A festa do Sairé, em setembro, também atrai turistas nacionais e internacionais a Santarém — Foto: Adonias Silva/G1

Mas no primeiro semestre, a expectativa também é de crescimento no turismo. Se em 2018, 96 mil e 602 turistas visitaram Santarém, de janeiro a junho, a projeção é de que 118 mil e 820 passem pelo município neste ano, no mesmo período, o que representa uma injeção de mais de R$ 88 milhões na economia. São R$ 16 milhões a mais do que foi deixado no mesmo período de 2018. Isso significa um crescimento de 9,3%.

A ideia, segundo o secretário municipal de Turismo, Diego Pinho, é consolidar a cidade como ponto de visitação turística durante o ano inteiro. “Santarém tem potencial para se tornar uma cidade de referência no Brasil em turismo consciente. Temos atrações que podem ser apreciadas o ano inteiro, como o encontro das águas dos rios Tapajós e Amazonas, os prédios e praças históricas, os festivais comunitários, o artesanato, a música e a culinária tapajônica", destacou.

A projeção sobre a atividade turística é realizada semestralmente pelo setor de Pesquisa e Estatística do Turismo da Semtur, baseada nos observatórios que mapeiam a média diária de gastos do turista em Santarém com hospedagem, alimentação, transporte, passeios e compra de souvenirs assim como em informações geradas por relatórios cedidos pela rede hoteleira e pousadas e pesquisas de campo.

Encontro das Águas pode ser apreciado o ano todo, em frente à cidade — Foto: Reprodução/TV Tapajós Encontro das Águas pode ser apreciado o ano todo, em frente à cidade — Foto: Reprodução/TV Tapajós

Encontro das Águas pode ser apreciado o ano todo, em frente à cidade — Foto: Reprodução/TV Tapajós

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE