Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Mais saúde e valorização dos imóveis são alguns dos benefícios do saneamento básico

 
 -   /
/ /

Saneamento básico é o conjunto de serviços que inclui água tratada, coleta e tratamento do esgoto, limpeza urbana, manejo de resíduos sólidos e drenagem e manejo das águas pluviais.

Entre os benefícios de uma cidade que possui saneamento básico estão mais saúde para os moradores e valorização dos imóveis. De acordo com estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) cada real investido em saneamento, são economizados de R$ 4 a R$ 9 em saúde.

Além de favorecer com a saúde dos moradores, a cidade com saneamento básico, valoriza os imóveis em torno de 14% mais do que em áreas sem os serviços, conforme levantamento do Instituto Trata Brasil. Um estudo do Instituto em parceria com a Sabesp mostra que a universalização do saneamento básico em 20 anos, traria ao país benefícios econômicos e sociais de aproximadamente R$ 537 bilhões.

Atualmente, Lucas do Rio Verde conta com 100% de água tratada nas residências e 39% de cobertura da cidade com coleta e tratamento de esgoto sanitário, o que representa mais de 6 mil ligações.

Neste momento, o bairro Menino Deus está recebendo a ampliação da rede de coleta de esgoto. O projeto conta com cerca de 770 ligações domésticas, beneficiando aproximadamente 3 mil pessoas.

Visando ampliar a rede em Lucas do Rio Verde, a prefeitura protocolou na Câmara de Vereadores um projeto de lei que viabiliza um investimento na ordem de R$ 34 milhões. Parte deste recurso deverá ser utilizada para execução do sistema de esgotamento sanitário nos bairros Bandeirantes e Parque das Emas e Loteamento Dalmaso, conforme prevê o projeto de universalização do sistema de esgotamento sanitário.

Para o prefeito Luiz Binotti, “a ampliação da rede de esgoto é uma obra que muitos não veem a importância, mas que faz diferença na vida das pessoas, principalmente na saúde. A proposta da nossa gestão é viabilizar a universalização do sistema de esgotamento sanitário, pois tratando o esgoto, estamos tratando saúde pública de forma preventiva, é promover valorização da cidade e mais benefícios para a população”, destaca.

O projeto também prevê a construção de uma usina CBUQ – Concreto Betuminoso Usinado à Quente –, a estrutura contará com equipamentos e materiais para produção de asfalto a ser utilizado na pavimentação e recapeamento das ruas e avenidas da cidade. Com uma usina própria será possível economizar cerca de 30% nos serviços de pavimentação e vai resolver parte dos problemas da malha viária. A prefeitura aguarda que o projeto seja apreciado e votado pelos vereadores nos próximos dias.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE