Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

POLÍTICA

Ex-juiz Julier já se declara candidato do PDT em Cuiabá

 
O ex-juiz federal Julier Sebastião (PDT) anunciou que o PDT terá candidatura própria nas eleições de 2020 em Cuiabá. O anúncio foi feito durante encontro nacional do PDT, que ocorreu nesta segunda-feira (18), em Brasília.

"A direção nacional do PDT encaminhou que todas as capitais terão uma candidatura do PDT. Eu continuo como membro da direção nacional e coloco o meu nome à disposição do partido para a disputa em Cuiabá”, disse Julier. O ex-magistrado chegou a disputar as eleições em 2016, ficando em 4º lugar.

Apesar da deliberação, o PDT poderá ter dificuldades na construção de um palanque na capital. Isso porque os pedetistas compõe a base do governador Mauro Mendes (DEM), tendo Otaviano Pivetta (PDT) como vice e o deputado estadual Allan Kardec (PDT), que atualmente é secretário de Cultura e Esporte de Mato Grosso.

De acordo com ele, independente de estarem no Governo, o partido tem nomes capazes para ser candidato. Na reunião foi esclarecido que a sugestão da Fundação Leonel Brizola/Alberto Pasqualini recomenda esse crescimento do PDT em ser protagonista.

Para isso, lançar candidato a prefeito em todas as Capitais é a principal estratégia. “Vamos trabalhar em primeiro lugar os nomes da nossa legenda e depois ver as opções colocadas pelo grupo”.

O atrito pode surgir porque o DEM, após a vitória no governo do Estado quer ampliar as cadeiras por Mato Grosso. Após as eleições em que Mendes foi vitorioso, o nome do ex-deputado Fábio Garcia que é suplente do Senador Jayme Campos, ambos democratas foi ventilado como possível nome ao Palácio Alencastro.

Do mesmo grupo, o MDB também pode entrar na disputa. Nesse caso, a legenda deve buscar a reeleição de Emanuel Pinheiro que atualmente está no comando da cidade.

Essa possibilidade também não certa, já que frequentemente rumores saem na imprensa dizendo que ele deve mudar de partido.

Os atritos entre as alianças partidárias e até o divórcio de grupos históricos é normal. Na última eleição municipal Mendes desistiu de ir a reeleição e seu grupo acabou lançando Wilson Santos (PSDB) no lugar.

A eleição refletiu dois anos depois quando o democrata saiu como adversário de Pedro Taques (PSDB) em busca do Governo do Estado. Além do abandono por parte de Mendes, o tucano perdeu ainda vários aliados políticos que seguiram o democrata.

Gazeta Digital

 

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE