Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Alunos protestam contra as péssimas condições da escola estadual Alzira Teixeira, em Belém

Reforma na escola já dura seis anos. Governo do Pará informou que obras no espaço acontece durante a gestão anterior e que vai resolver a falta de merenda escolar.

 

Alunos, pais e professores protestaram na manhã desta quarta-feira (13) contra as péssimas condições do prédio improvisado para receber os alunos da escola estadual Alzira Teixeira, que passa por obras a seis anos, no bairro da Condor, em Belém.

De acordo com os alunos, o atual prédio está com sua estrutura física repleta de infiltrações, paredes molhadas devido as chuvas, esgoto invadindo sala de aula, bebedouros sem água, banheiros sujos e sem condição de uso, além da falta de merenda.

"Das 1000 escolas no Estado, pelo menos 900 estão com problema. Então não chega a 10% de obras e mesmo assim as obras são paralisadas", contou Alberto Andrade, coordenador geral do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp).

Em nota, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) informou que as obras iniciadas na escola Alzira Teixeira ocorreram na gestão passada e que atualmente os trabalhos foram retomados. Ainda segundo a Seduc, a merenda escolar do Alzira Teixeira deve chegar na quinta-feira (14).

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE