Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Produção do mercado audiovisual no Brasil e na região amazônica é tema de seminário em Santarém

A programação será conduzida pelo cineasta e coordenador do evento Locca Faria, e terá apresentação cultural do violonista Sebastião Tapajós.

 

Começa na quinta-feira (14) em Santarém, oeste do Pará, o 1º Seminário de Audiovisual, que tem como tema “Estratégias, Ações e Financiamentos da Produção Audiovisual”. O evento é promovido pela coordenação do Festival de Cinema de Alter do Chão em parceria com Pró-Reitoria da Cultura, Comunidade e Extensão (Procce), da Ufopa.

O evento, que se estende até o sábado (16), visa discutir a produção do mercado audiovisual no Brasil e na região amazônica. Haverá palestras direcionadas aos profissionais da área, representantes de canais de TV, universidades, agentes políticos, comunidades originárias e tradicionais, setor empresarial, além dos representantes da Agência Nacional do Cinema (Ancine) e do Fundo Social do Audiovisual (FSA).

A abertura do seminário será no Auditório da Ufopa Campus Tapajós, com entrada franca e credenciamento a partir das 16h do dia 14. A programação será conduzida pelo cineasta e coordenador do evento Locca Faria. Haverá apresentação cultural do violonista e compositor Sebastião Tapajós e palestra com o tema “O Panorama da Produção Cinematográfica na Região Norte: O FSA e as Linhas de Financiamento para a região”, proferida pela jornalista e doutora em Letras com foco em roteiro para cinema e TV, Angélica Coutinho, atual Superintendente de Desenvolvimento Econômico – SDE da Ancine.

As palestras dos dias 15 e 16 de março ocorrerão em Alter do Chão, no Hotel Mirante da Ilha. As inscrições são limitadas e podem ser realizadas pelo site do evento.

Festival de Cinema de Alter do Chão

O Festival de Cinema de Alter do Chão está previsto para acontecer em outubro deste ano. O objetivo é promover um encontro entre as culturas locais e um intercâmbio com as iniciativas audiovisuais do Brasil e do mundo, incentivando a formação de um polo audiovisual na região Oeste do Pará.

Durante sete dias o festival exibirá de maneira gratuita filmes nacionais, internacionais e locais de valor cultural, social ou artístico, além de apresentações musicais e artísticas.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE