Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Homem invade festa e atira em mulher grávida de 8 meses, em chácara de Anápolis

 
Um tiroteio ocorrido na madrugada do último domingo (10/2) resultou em uma mulher grávida de 8 meses gravemente ferida e um óbito, em uma chácara de Anápolis. Um homem teria chegado ao local na madrugada, onde estava havendo uma festa, atirando contra as duas vítimas. A grávida foi levada para o hospital da região, enquanto o homem não resistiu aos ferimentos por bala e morreu no local.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), o tiroteio foi registrado por volta das 1h20 de ontem numa festa na Chácara Batista, no Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA). Leandro Santos Brito, de 34 anos de idade, teria chegado ao local e disparado contra Adriano Vanderlei Machado e Glauciane Alves Madureira, grávida de 8 meses. Ainda conforme a PM, logo após ter cometido o crime Leandro fugiu em um carro prata.

Adriano, uma das vítimas, morreu ainda no local. Já Glauciane foi levada em estado grave para o Hospital de Urgências Dr. Henrique Santillo. A unidade informou a um veículo local que a paciente está bem clinicamente, com quadro estável, e não necessita de cirurgia, porém, não falou sobre a criança.

Ainda segundo a PM, a Companhia de Policiamento especializada encontrou o suspeito na BR-153, nas proximidades do Setor Lírios do Campo, próximo a um clube. Com ele também estavam Juliana de Fátima Alcântara e Jeniffer Alcântara da Silva. No carro deles, os policiais encontraram um revólver calibre 38 e seis munições escondidas próximo ao freio de mão. O homem confessou o crime, mas não revelou a motivação. F

Leandro falou ainda que as duas companheiras que estavam no veículo eram apenas amigas. Ele foi autuado em flagrante.

Homem ameaçou atirar na barriga de mulher grávida em Piracanjuba

Em agosto do ano passado, a Polícia Civil (PC) prendeu Ualisson de Assis Leite, de 20 anos, em Piracanjuba, na região sul de Goiás. De acordo com a polícia, ele era suspeito de ameaçar atirar na barriga de uma balconista grávida durante assalto a um bar na cidade há cerca de um mês. O delegado responsável pelas investigações, Leylton Barros, disse que o preso negou envolvimento no crime.

Conforme o delegado na época, a vítima do assalto estava grávida de cinco meses na época do crime. Em depoimento à Polícia Civil ela contou que o autor notou e apontou, durante todo o tempo do roubo, um revólver calibre 38 para a barriga dela.


Quer comprar um apartamento num dos centros de Goiânia?

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE