Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Sete ônibus e mais dois veículos de Aragarças são queimados em incêndio misterioso; prefeito declara calamidade e pede ajuda do governador

 
O prefeito José Elias Fernandes, acompanhado da esposa Mara Nei Fernandes, acompanharam de perto a luta de bombeiros e policiais durante a madrugada de domingo (10/2) para conter o incêndio que destruiu nove veículos no pátio da prefeitura de Aragarças-GO, na divisa com MT, entre eles, sete ônibus e microonibus.

O maior incêndio já registrado na região de Barra do Garças. Bombeiros, policiais, integrantes do Samu e Populares se uniram na luta contra as chamas. Emocionado o prefeito José Elias pediu que o caso seja rigorosamente apurado e não descarta que o incêndio tenha sido uma retaliação a sua administração. O gestor disse que já entrou em contato com a assessoria do governador Ronaldo Caiado e que vai decretar calamidade no município porque as aulas começaram a frota de onibus do município foi destruída.

“Todos sabem que estou sendo perseguido de forma covarde por parte da oposição em Aragarças mas essa destruição atinge não a mim mas ao povo. A dignidade do aragarcense está ferida. As autoridades policiais precisam dar uma resposta satisfatória apurando que realmente aconteceu”, frisou. O prejuízo é de 1 milhão de reais.

O incêndio consumiu sete ônibus escolares, uma viatura de recolher corpos (rabecão) e uma ambulância de resgate foram destruídos por um incêndio no início da madrugada de domingo (10), na cidade de Aragarças, oeste do estado. Os veículos estavam estacionados um ao lado do outro no pátio da Secretaria de Obras do município.
 
Um dos vigilantes que fazia a guarda percebeu o momento em que se iniciaram as chamas no “rabecão” e de imediato comunicou o fato aos socorristas do SAMU que fica ao lado da Secretaria de Obras. O Corpo de Bombeiros da Cidade vizinha de Barra do Garças/MT foi acionado através do 193 para atender o caso. “Ao chegarmos ao local e nos dirigirmos na direção dos veículos observamos que o local já estava tomando pelo fogo e que as chamas se espalharam rapidamente por isso, realizamos apenas o rescaldo, infelizmente, não tivemos como evitar o pior”, ressaltou o Sargento Vinicius.  
 
A Secretaria de Educação contava com nove ônibus para o transporte de estudantes, os quatro maiores foram atingidos pelas chamas restaram apenas dois micro-ônibus. “É muito triste, bem no começo do ano levito a gente ver virar cinzas sete ônibus escolares, alguns praticamente zero quilometro e outros bem conservados, mais o rabecão do IML e uma das ambulâncias que servia para transporte de pacientes até Goiânia”, disse o prefeito José Elias.
 
Segundo o prefeito de Aragarças, José Elias o sofrimento é grande de toda a equipe da administração, porque se percebe que é uma ocorrência sem explicação, não se sabe ainda de onde partiu esse incêndio se foi criminoso ou não. “Queremos agradecer ao trabalho do Corpo de Bombeiros do Mato Grosso pelo empenho em debelar as chamas nesta madrugada calamitosa de domingo em Aragarças e que a gestão municipal se reunirá imediatamente para tratar como procederá no tocante ao transporte dos alunos”, frisou José Elias.   
 
Uma perícia no local foi recomendada pela equipe do Corpo de Bombeiro e deve ser feita pela Policia Civil para investigar as causas do incêndio. Ninguém ficou ferido. 
 
A reportagem do Araguaia Notícia conseguiu falar pela madrugada com o major Sandro Botelho. Ele adiantou que os peritos já estão atuando para conseguir provas de como o incêndio começou. “Eu estive conversando com o delegado Ricardo Galvão e ainda não existe uma linha de investigação definida”, frisou Botelho.
 
A polícia apura se o incêndio foi uma represália a administração do prefeito José Elias e existe uma hipótese também de ser uma retaliação de facção criminosa da região porque na manhã de sábado um rapaz com passagens policiais morreu durante confronto com policiais da 4ª Cia na cidade de Bom Jardim. “Eu prefiro aguardar o andamento das investigações mas existe essa possibilidade também”, destacou Sandro.
 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE