Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Presidente do México, López Obrador diz que discussão sobre muro é '''assunto interno''' dos EUA

Mexicano pretende reforçar segurança na fronteira, mas afirma ser preciso combater as causas da imigração ilegal.

 

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, disse nesta quarta-feira (9) que a discussão entre republicanos e democratas e as últimas declarações do chefe da Casa Branca, Donald Trump, sobre o projeto do muro na fronteira são um "assunto interno" dos Estados Unidos.

"Não vamos responder a abordagens geradas pela situação interna nos EUA", afirmou o presidente mexicano em entrevista coletiva.

Além disso, López Obrador lembrou que para o México a "problemática migratória" se resolve atendendo ao que, segundo ele, causa o fluxo dos migrantes.

"Ficou muito claro o que propusemos. Estamos persuadindo e convencendo o governo dos EUA de que o melhor é o desenvolvimento dos países da américa central e do México. Que haja atividade, produtividade e empregos", acrescentou.

Sobre as declarações de Trump de que o México terminará pagando o muro porque obteve benefícios com o novo acordo comercial com EUA e Canadá, López Obrador se limitou a dizer: "É seu ponto de vista".

 Um homem hondurenho caminha pelo topo do muro na fronteira que separa o México e os Estados Unidos, em Tijuana, no México — Foto: Gregory Bull/AP  Um homem hondurenho caminha pelo topo do muro na fronteira que separa o México e os Estados Unidos, em Tijuana, no México — Foto: Gregory Bull/AP

Um homem hondurenho caminha pelo topo do muro na fronteira que separa o México e os Estados Unidos, em Tijuana, no México — Foto: Gregory Bull/AP

O presidente mexicano também confirmou que a segurança na fronteira sul do país está sendo reforçada diante da possível chegada de uma nova caravana de centro-americanos em meados de janeiro.

"O que queremos é que os migrantes centro-americanos que chegam ao nosso país, que transitam por território nacional, tenham proteção e que os direitos humanos sejam garantidos. E ao mesmo tempo que seja possível saber quem são e de onde vêm para dar a eles mais segurança", apontou.

Muro contra 'crise crescente'

Trump durante pronunciamento na TV nesta quarta-feira (9) — Foto: REUTERS/Carlos Barria Trump durante pronunciamento na TV nesta quarta-feira (9) — Foto: REUTERS/Carlos Barria

Trump durante pronunciamento na TV nesta quarta-feira (9) — Foto: REUTERS/Carlos Barria

Trump afirmou ontem em mensagem à nação que a situação na fronteira com o México é uma "crise crescente" e considerou que a construção de um muro é urgente para a segurança fronteiriça do país.

Após este discurso, os democratas acusaram o chefe da Casa Branca de "fabricar uma crise" e consideraram que sua intransigência é a causa da paralisação parcial do governo.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE