Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

REGIONAL

CRM abre processo contra a médica que atropelou e matou verdureiro

 

Um processo ético profissional para apurar a conduta da médica Letícia Bortolini no caso do atropelamento do verdureiro Francisco Lúcio Maia, 48 anos, foi instaurado pelo Conselho Regional de Medicina (CRM).

A abertura do processo foi feita após pedido da filha da vítima. Francisco morreu em 14 de abril, na avenida Miguel Sutil, em Cuiabá, após ter sido atropelado pelo Jeep conduzido pela médica.


Letícia foi denunciada pelo Ministério Público Estadual (MPE) por homicídio doloso, omissão de socorro, fuga de local de acidente e embriaguez ao volante.


 


Da redação


 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE