Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Meteorologista de Nova York é demitido por dizer palavra ofensiva durante previsão do tempo

Jeremy Kappell se defendeu e disse que houve problema de pronúncia , mas canal de TV manteve a demissão.

 
 -   head  meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec
head meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec

Um meteorologista de Nova York, nos Estados Unidos, foi demitido pela acusação de cometer uma injúria racial durante previsão no tempo no ar, ao vivo, na televisão norte-americana. Na segunda-feira (7), ele se defendeu e disse que houve um problema de pronúncia, que tentou corrigir rapidamente.

Durante a previsão do tempo do canal WHEC-TV na sexta-feira, Jeremy Kappell foi ouvido se referindo ao "Parque Martin Luther 'Coon' King Jr", segundo vídeo que circulou online. "Coon" é um termo racista usado para discriminar pessoas negras.

Kappell, que é branco, disse em vídeo publicado online que estava falando rápido e percebeu que havia misturado "algumas palavras" no nome do líder do movimento de direitos civis de afroamericanos, Dr. Martin Luther King Jr, e por isso se corrigiu.

Ele chamou King de "grande homem" e disse não ter cometido uma ofensa racial.

À medida que o vídeo do acontecimento circulou durante o final de semana, a prefeita de Rochester, Lovely Warren, que é negra, denunciou o que disse ser o uso de uma “injúria racial” e exigiu em comunicado que Kappell fosse punido.

A emissora demitiu Kappell depois de domingo.

"Eu peço desculpas por ter transmitido uma injúria racial”, disse em comunicado Richard Reingold, vice-presidente e diretor geral da emissora, afirmando que a transmissão da palavra "me desaponta e me enoja".

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE