Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Kim Jong-un chega a Pequim para reunião com presidente chinês

Visita ocorre em meio aos relatos ao avanço das negociações sobre um segundo encontro entre o líder da Coreia do Norte e o presidente dos EUA, Donald Trump.

 

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, chegou à estação de Pequim nesta terça-feira (8) para uma visita à China, na qual deverá se reunir com o presidente chinês, Xi Jinping, informou a agência sul-coreana Yonhap.

A agência publicou uma foto do trem do dirigente da Coreia do Norte, de cor verde escura com faixas amarelas, entrando na estação às 10h55 local (00h55, pelo horário Brasília).

Kim Jong-Un chega à China para visita

Kim Jong-Un chega à China para visita

A China é um aliado diplomático importante da Coreia do Norte e o principal parceiro comercial de Pyongyang. A visita ocorre em meio aos relatos ao avanço das negociações sobre um segundo encontro entre o líder da Coreia do Norte e o presidente dos EUA, Donald Trump.

Carro que se acredita estar levando o líder norte-coreano Kim Jong-un faz o seu caminho pelo centro de Pequim nesta terça-feira (8) — Foto: Thomas Peter/Reuters Carro que se acredita estar levando o líder norte-coreano Kim Jong-un faz o seu caminho pelo centro de Pequim nesta terça-feira (8) — Foto: Thomas Peter/Reuters

Carro que se acredita estar levando o líder norte-coreano Kim Jong-un faz o seu caminho pelo centro de Pequim nesta terça-feira (8) — Foto: Thomas Peter/Reuters

Segundo a agência norte-coreana KCNA, Kim visita a China a convite do presidente Xi Jinping e ficará no país até a próxima quinta-feira, dia 10.

O líder norte-coreano está acompanhado por sua esposa, Ri Sol Ju, e vários dignitários.

4ª visita

Essa é a quarta visita de Kim a Xi Jinping, após três viagens à China em 2018. O líder norte-coreano chegou ao poder no final de 2011, mas teve seu primeiro encontro com o presidente chinês apenas em março de 2018, após um período de degradação das relações bilaterais.

Kim Jong-un se reúne com o presidente chinês Xi jinping em Dalian em maio de 2018 — Foto: Ju Peng/Xinhua via AP Kim Jong-un se reúne com o presidente chinês Xi jinping em Dalian em maio de 2018 — Foto: Ju Peng/Xinhua via AP

Kim Jong-un se reúne com o presidente chinês Xi jinping em Dalian em maio de 2018 — Foto: Ju Peng/Xinhua via AP

Os dois líderes se reuniram antes e depois dos encontros de Kim com Trump e com o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in

Sanções

A visita de Kim Jong-un acontece uma semana depois de ele ter advertido os EUA, em seu discurso de Ano Novo, que poderia mudar sua atitude caso Washington mantenha suas sanções econômicas contra Pyongyang, apesar da reaproximação diplomática ocorrida desde o ano passado.

"Xi e Kim veem como interessante coordenar suas posições antes das reuniões Kim-Trump", explicou à AFP o analista americano Bonnie Glaser, do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais.

"Kim também procura ajuda de Pequim para obter alívio das sanções internacionais", acrescentou.

A China e a Rússia acreditam que a ONU deveria considerar suspender essas sanções. Mas Donald Trump declarou no domingo que elas permanecerão em vigor até que haja resultados positivos em termos de desnuclearização.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE