Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

HRBA registra 532 casos de câncer de pele em cinco anos, o mais comum no Brasil

O câncer de pele corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados; veja orientações.

 
 -   head  meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec
head meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec

O Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém, oeste do Pará, registrou 532 casos de câncer de pele, segundo um balanço de 2012 a 2016. Os números preocupam as autoridades de saúde e também os especialistas.

Foram 249 casos em mulheres, o terceiro mais comum, ficando atrás apenas do câncer de colo do útero e de mama. Já nos homens, foram 283 casos, o segundo mais incidente, ficando atrás apenas do câncer de próstata, segundo o HRBA.

O câncer de pele é o mais comum no Brasil e corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados e apresenta altos percentuais de cura, caso seja detectado precocemente. Entre os tumores de pele, o tipo não-melanoma é o de maior incidência e mais baixa mortalidade, segundo o Inca.

O câncer é também mais comum em pessoas com mais de 40 anos, sendo relativamente raro em crianças e negros, com exceção daqueles já portadores de doenças cutâneas anteriores. Pessoas de pele clara, sensível à ação dos raios solares, ou com doenças cutâneas prévias são as principais vítimas.

A pele, maior órgão do corpo humano, é heterogênea, Desta forma, o câncer de pele não-melanoma pode apresentar tumores de diferentes linhagens. Os mais frequentes são o carcinoma basocelular e o carcinoma epidermoide. O carcinoma basocelular, apesar de mais incidente, é também o menos agressivo.

Para a médica oncologista Lívia Porto, a exposição solar é um dos principais fatores de risco de câncer de pele. Para ela, o câncer está muito relacionado a etnia. “A raça branca tem a maior predisposição a ter câncer de pele e os familiares que tiveram câncer de pele podem ser transmitidos para os seus dependentes”, afirma.

Estimativa de novos casos

O Instituto Nacional de Câncer (Inca), estima para o Brasil 165.580 novos casos de câncer de pele não melanoma, sendo 85.170 entre homens e 80.410 nas mulheres para cada ano do biênio 2018-2019.

Os valores correspondem a um risco estimado de 82,53 casos novos a cada 100 mil homens e 75,84 para cada 100 mil mulheres. Segundo o Inca, o câncer de pele é o mais incidente em ambos os sexos. O câncer de pele não melanoma é o mais incidente em homens nas regiões sul, sudeste e centro-oeste. Nas regiões Norte e Nordeste, ele encontra-se na segunda posição.

Entre as mulheres, é o mais incidente em todas as regiões do país. Quanto ao melanoma, sua letalidade é elevada, porém sua incidência é baixa (2.920 casos novos em homens e 3.340 casos novos em mulheres). As maiores taxas estimadas em homens e mulheres se encontram no sul do país.

Dermatologista alerta para os cuidados importantes para evitar câncer de pele

Dermatologista alerta para os cuidados importantes para evitar câncer de pele

Movimento “Dezembro Laranja”

Com a intenção de estimular a população na prevenção e no diagnóstico ao câncer da pele, em 2014 a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) deu iniciou ao movimento de combate ao câncer da pele batizado “Dezembro Laranja”.

Desde então, sempre no último mês do ano, a entidade realiza ações para lembrar como evitar o câncer mais comum no país e convida a população a compartilhar nas redes sociais uma foto vestindo uma peça de roupa laranja, com a hashtag #dezembrolaranja.

As ações incluem iluminação de monumentos, iniciativas de conscientização em praias e parques com distribuição de filtro solar. Todo ano o tema da campanha é renovado para atrair um maior número de pessoas nessa luta de conscientização.

Em 2018, o tema da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer da Pele é “Se exponha mas não se queime”. A ação ganha destaque com o movimento Dezembro Laranja, que informa a população sobre as formas de prevenção.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE