Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

ECONOMIA

Soja: sistema garante bom enraizamento e descompactação do solo

 
 -
Embrapa Soja mostra aos produtores de Goiás que rotação com braquiária pode ser salvação da lavoura na seca e no excesso de chuvas

André Anelli, de Uruaçú (GO)

A Caravana Soja brasil passou por Uruaçu, norte de Goiás, onde produtores rurais foram orientados a diversificar o cultivo das gramíneas já utilizadas como palhada na proteção do solo.


A soja plantada recentemente já demonstra vigor. Os nutrientes do solo e a proteção contra a compactação gerada pelas fortes chuvas são os benefícios do plantio direto utilizado na região, principalmente com braquiárias.


“A braquiária faz uma palhada excelente, com profundidade de raiz invejável. Então hoje o produtor rural da nossa região está convencido que é uma solução viável para nossa região”, diz Osíris Ribeiro, presidente do Sindicato rural de Uruaçu.


Por conta das boas práticas na lavoura, a expectativa é de produtividade acima de 70 sacas por hectare, no município. A Caravana Soja Brasil apresentou a diversificação de culturas como opção para aumentar ainda mais a rentabilidade.


Esse foi tema da palestra do pesquisador da Embrapa Soja, que recomendou a intensificação do já utilizado plantio de gramíneas nas lavouras locais, por conta da disponibilidade hídrica limitada na região.


“Pode fazer braquiária, milheto, qualquer outra planta de cobertura na sequência da soja, inserindo no sistema uma nova planta que vai dar cobertura ao solo, palhada, sistema radicular é assim beneficiar o sistema como um todo, dando maior produtividade à soja”, diz Osmar Conte, pesquisador Embrapa Soja.


Mas o pesquisador diz que o sistema radicular das gramíneas diversificadas deixa um ambiente de solo ainda mais propício à agricultura. ‘A gente vê isso hoje como insumos do sistema de produção, insumos não adquiridos, mais insumos gerados: palha, raízes, matéria orgânica e essa diversificação biológica que acontece no sistema’, afirma Conte.


O produtor Antônio José De Araújo já pratica o plantio direto, mas diz que vai compartilhar o conteúdo da caravana com os demais produtores. “Vou multiplicar o que recebi aqui pra vários colegas meus da região e acho que nós produtores também temos que investir um pouco o nosso tempo nesse tipo de evento, que realmente é muito favorável pra nossa classe, nossa produção, nosso bolso”, garante.

Canal Rural

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE