Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

POLÍTICA

Aliado critica Taques por barrar devassa no agronegócio de MT

 
 -
O vice-líder do Governo, deputado estadual Wilson Santos (PSDB), admitiu que o governador Pedro Taques (PSDB) errou ao impedir a auditoria nos processos de exportação de grãos feitos pela Secretaria de Fazenda. Segundo ele, a sociedade tem o direito ao acesso a qualquer documento público, e isso, mostra falta de transparência.

Em 2016, o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), atualmente afastado, Antônio Joaquim, determinou auditoria com a finalidade de averiguar a cobrança de impostos, possíveis sonegadores e apontar pontos de melhoria nos procedimentos de arrecadação, identificando eventuais falhas passíveis de serem convertidas em cobrança de impostos. No entanto, uma decisão judicial acabou impedindo a devassa. “Claro que houve erro. O Governo tem que ser transparente. São negócios públicos e a sociedade tem que ter acesso a qualquer documento”, disparou Wilson em entrevista a Rádio Capital, nesta quinta-feira (29), em Cuiabá.

Na época, o governador conseguiu uma liminar no Supremo Tribunal de Justiça (STJ), para evitar que acontecesse a fiscalização dos processos. O deputado, que que lidera um movimento para a taxação do agronegócio, reforça que foi uma “falha” de Taques.

Entretanto, ele destaca que gestor tentou a melhoria do setor inserindo o programa como o Novo Fundo Estadual de Transporte e Habitação, o chamado Fethab 2. Mas, Wilson reconhece que programa não deu muito certo. “Pedro Taques criou no final de 2016, e vigora até agora, com prazo para terminar dia 31 de dezembro. Eu defendo a reedição do Fethab 2 para que o Governo Mauro comece com dinheiro em caixa, possa contar com este dinheiro no orçamento. Foi realmente algo que poderia ter avançado mais”, destaca.

O tucano garante que Taques também trouxe benefícios para o setor, como exemplo cita a criação da Zona de Processamento para Exportação (ZPE), localizada no município de Cáceres, que há mais de dois anos está em obras. “O ponto que mais avançou do Taques foi começar a construir a ZPE em Cáceres. A Zona de Processamento para Exportação começou a sair do papel. Não está pronta, mas acho que foi um avanço do governador Pedro Taques neste setor”.


folha max

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE