Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

REGIONAL

Mãe acusa professora de agressão ao filho em creche

 
Um menino de 5 anos chegou em casa com a boca cortada e inchada na terça-feira (2) e disse à mãe que a professora auxiliar da Creche Estadual Maria Eunice Duarte Barros, em Cuiabá, bateu a cabeça dele contra o colchão, pois ele não queria dormir. O menino contou ainda que a professora estava sozinha com as crianças dentro da sala.

A Secretaria Estadual de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) informou, em nota, que a professora foi afastada da função e deve atuar em outros setores dentro da unidade. Um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) foi aberto para apurar os fatos.

Ainda conforme a secretaria, o aluno está sendo acompanhado pela psicóloga da creche e o Conselho Tutelar também foi acionado para acompanhar o caso.

Um boletim de ocorrência foi registrado pela mãe da criança na segunda-feira (8).

De acordo com a mãe do menino, ele ficou assustado depois da agressão e mudou o comportamento, desde então.

“Ele é uma criança muito carinhosa e tranquila. Mas depois disso, ele está com medo, não quer mais ficar sozinho nos lugares e está nervoso. Ele nunca foi assim. O tom de voz dele muda quando fala o nome dela”, contou.

A mãe disse que entrou em contato com a coordenadora da unidade ainda na terça-feira para esclarecer o caso e, no dia seguinte, compareceu na creche.

“Conversei com a coordenadora e psicóloga da creche e disseram que estava tudo tranquilo e que ela (professora auxiliar) assinaria uma advertência”, disse.

Segundo Thalyssa, no sábado (6) o meninno foi para uma “festa do pijama“ na creche e voltou agressivo.

“Ele teve uma crise e começou a chorar e bater nas coisas e não queria falar sobre a professora. Depois perguntei se estava tudo bem e ele disse: “A professora brigou, mas eu engoli o choro e dormi de novo“”, contou.

Thalyssa contou que procurou a unidade novamente, mas a coordenadora disse que não era mais para tocar no assunto com a criança.

A creche atende 320 crianças com idades entre 2 e 5 anos, em período integral.


G1MT

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE