Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Igreja desiste de realizar Círio de Tracuateua devido a insegurança no período

Segundo a Paróquia, por causa do funcionamento bares e da realização de festas, os casos de violência, como assaltos e homicídios, aumentam no município durante a festividade.

 

A Paróquia de Tracuateua, no nordeste do Pará, anunciou que não realizará a festividade tradicional do Círio da cidade, neste ano. De acordo com a Igreja, as homenagens a Nossa Senhora de Nazaré foram suspensas por falta de segurança no período da festivididade, que é realizada há 60 anos.

Segundo a Paróquia, por causa do funcionamento bares e da realização de festas, os casos de violência, como assaltos e homicídios, aumentam no município durante a festividade.

A Igreja quer que a Câmara Municipal aprove uma emenda em uma lei que já existe para proibir a realização de eventos com venda de bebidas alcóolicas no período do Círio. Atualmente, a lei prevê que festas e bares não funcionem da 0h de sábado até às 12h de domingo, mas a paróquia quer aumentar esse prazo para começar na sexta e só encerrar no fim da noite de domingo.

A Diretoria do Círio chegou a adiar a festividade para que os vereadores tivessem tempo de votar a emenda. Mas a Câmara, ao voltar do recesso, não colocou o assutno na pauta de discussões. Uma campanha organizada pela igreja, deve iniciar para sensibilizar os parlamentares.

Outras 54 comunidades que pertencem a Paróquia de Tracuateua também não poderão realizar festas religiosas enquanto a lei não for aprovada.

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do G1 Pará no (91) 98814-3326

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE