Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Michael Torpey comanda programa de TV que quita as dívidas estudantis nos EUA

Uma produtora da emissora responsável pela transmissão de Paid Off afirma que programa é um jogo de comédia que joga luz sobre uma crise nacional .

 
 -  Michael Torpey apresenta o programa “Paid Off”  Foto: Divulgação/Turner Broadcasting
Michael Torpey apresenta o programa “Paid Off” Foto: Divulgação/Turner Broadcasting

Um novo programa de televisão nos Estados Unidos pretende marcar a diferença em um país onde milhões de universitários graduados lutam durante anos para pagar sua pesada dívida estudantil.

"Paid off" oferece aos recém-formados um raio de esperança. Se os concorrentes responderam com rapidez a perguntas de trívia, podem obter um grande cheque que pagará a dívida total de seus estudos.

As dívidas universitárias são parte de um problema que está em alta.

Segundo o Federal Reserve (Fed, banco central americano), os americanos devem US$ 1,38 trilhão em empréstimos deste tipo, uma cifra que dobrou nos últimos 10 anos.

"Minha esposa e eu lutamos com a dívida estudantil e só conseguimos pagá-la porque, história verdadeira, fiz um comercial de cuecas", afirmou o apresentador do programa, Michael Torpey, no primeiro episódio.

"Mas e os outros 45 milhões de americanos com empréstimos estudantis? Infelizmente, não há tantos comerciais de roupas íntimas", completou.

The College Board, uma organização sem fins lucrativos, explica que o custo médio de uma formação universitária é de US$ 34,740 mil (cerca de R$ 131,2 mil) por ano em uma instituição privada, além dos custos de vida.

As universidades mais importantes dos Estados Unidos são privadas. Muitos estudantes solicitam empréstimos para o valor total ou uma parte substancial.

"Paid off" estreou no dia 10 de julho na TruTV, que pertence à Turner Broadcasting, conhecida pelos reality shows de comédia e para a qual os universitários representam uma audiência demográfica vital.

Apesar do cenário leve e do clima divertido, Torpey - conhecido por sua participação na série da Netflix "Orange Is The New Black" - também pretende criar consciência e esperança para provocar uma mudança.

"Não tem que ser assim. Ligue para seus representantes agora e diga que precisamos de uma solução melhor do que este programa".

Uma produtora da emissora, Lesley Goldman, afirma que o programa é um "jogo de comédia que joga luz sobre uma crise nacional".

"A dívida estudantil é uma realidade para milhões de pessoas e precisamos deste jogo absurdo de Michael Torpey para iniciar um debate a respeito. Estamos felizes de trabalhar com ele para dar vida a sua propostaa", disse.

Goldman, vice-presidente sênior de desenvolvimento e programação da TruTV, se nega a revelar os números da audiência, mas afirma que as reações nas redes sociais foram "excelentes". Até o momento foram gravados apenas 16 episódios nos estúdios Turner em Atlanta.

"Veremos se há desejo por mais episódios nas próximas semanas", declarou Goldman.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE