Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Veículos abandonados em ruas da Grande Belém causam transtornos para motoristas e pedestres

De acordo com moradores, existem veículos parados há mais de oito anos, sem qualquer condição de uso.

 

Moradores de diversos pontos da Grande Belém reclamam enorme número de carros abandonados nos acostamentos de algumas vias da cidade. Segundo eles, existem veículos parados há mais de oito anos, sem qualquer condição de uso. Além disso, muitas pessoas dizem que os veículos têm servido de abrigo para vândalos e assaltantes.

“Esse caminhão está há mais de três anos abandonado. Não se sabe a precedência do veículo. Às vezes tem vândalos por aí por trás, escondido, e isso de certa forma vem causando transtorno para quem mora aqui na área”, informou um morador da Cidade Nova V, em Ananindeua, que preferiu não se identificar. Segundo ele, o caminhão tem causado muitos problemas na segurança do local.

Essa situação se repete por outros bairros da capital. Na rua Boaventura da Silva, no bairro do reduto, existe um carro estacionado no meio fio, bastante deteriorado e com pneus furados. Já no bairro do Umarizal, na travessa Diogo Moia, outro veículo sem condições de uso ocupa uma vaga na pista. Segundo moradores do local, o carro está abandonado há cinco anos.

Segundo o advogado Hugo Mercês, não existe uma lei específica que trate do abandono de veículos. Porém, existe uma resolução no Conselho Nacional de Trânsito de 2016 que prevê o recolhimento de veículos abandonados. Segundo a resolução, é dever do município recolher os veículos que estão em estado de deterioração.

Ainda de acordo com o advogado, quem se sentir incomodado com algum veículo abandonado pode denunciar o caso para os órgãos da administração pública responsável pela rua. “Se o município ou o estado forem provocados de alguma forma para resolver este problema e o problema não for resolvido, os denunciantes podem procurar os órgãos de fiscalização, como o MPF e o MPPA”, afirmou Hugo.

Em nota, a Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob) informou que qualquer denúncia sobre veículos abandonados pode ser feita pelo telefone 118. Após a denúncia, agentes vão ao local para verificar a situação. Caso o veículo tenha placa, a Semob checa se é fruto de roubo ou então notifica o proprietário para retirada. Veículos não retirados pelo proprietário, ou cujo proprietário não foi localizado podem ser recolhidos ao pátio da Semob.

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do G1 Pará no (91) 98814-3326

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE