Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Paróquias de Uberaba investem em segurança para evitar roubos e furtos

Das 34 igrejas da cidade, pelo menos cinco foram alvo de criminosos, segundo arcebispo. Câmeras, alarmes e cercas elétricas estão sendo instaladas.

 

Após cinco paróquias de Uberaba serem alvos de criminosos, algumas delas começaram a investir em equipamentos de segurança para evitar mais assaltos e furtos. A medida foi definida em uma reunião entre a Polícia Militar, a Cúria Metropolitana e comunidades.

"A gente tem dito também que, como há coletas durante as missas, que essas coletas não fiquem nas casas paroquiais. Então temos orientado para evitar ao máximo ter dinheiro em casa, porque isso não faz bem para a segurança", disse o arcebispo de Uberaba, dom Paulo Mendes Peixoto.

A paróquia Nossa Senhora de Lourdes, no Bairro de Lourdes, é uma das que já instalou cerca elétrica, alarme e câmeras. Em abril deste ano, ladrões armados invadiram o local, renderam e agrediram o padre, de 43 anos, e roubaram vários objetos.

Ainda em abril, ladrões furtaram e danificaram a Quase Paróquia Santo Antônio de Pádua, no Bairro Elza Amuí. Os criminosos levaram cerca de R$ 600 em dinheiro. Não foi levado nenhum material litúrgico. Uma janela foi arrombada e parte do telhado foi destruída; imagem de um santo foi quebrada e objetos foram espalhados.

Em março, a igreja São Geraldo Magela, no Bairro Alfredo Freire, também havia sido invadida por criminosos, que roubaram um cofre com cerca de R$ 4,8 mil, um relógio de pulso que custava cerca de R$ 400, e doações da comunidade para as obras que estão sendo feitas na paróquia.

Orientação

Com tantos casos recentes, a violência passou a ser quase que tema obrigatório durante as missas nas igrejas em Uberaba. Além de chamar os fiéis para uma reflexão, os párocos aproveitam para fazer um alerta à comunidade.

"Viu um movimento que não é no horário de missa ou de atendimento da secretaria paroquial, alerte alguém, conte para o padre", disse o padre Fabiano Roberto em uma das missas na igreja São Geraldo Magela.

Caso os fiéis, ou pessoas que morem em locais próximos a templos religiosos observarem alguma movimentação estranha nas proximidades, a recomendação é sempre ligar para o 190 da polícia, mesmo que seja apenas para averiguação.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE