Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Árvores de seis bairros já foram identificadas pelo mapeamento de Plano de Arborização

Dez bairros estão inseridos no plano do Projeto ‘Floresta Urbana’. O plano do projeto prevê uma cidade paisagística.

 
 -  Plano de arborização prevê uma cidade mais planejada, com pantação de árvores adequadas para o meio urbano de Santarém  Foto: Reprodução/TV Tapajós
Plano de arborização prevê uma cidade mais planejada, com pantação de árvores adequadas para o meio urbano de Santarém Foto: Reprodução/TV Tapajós

Seis bairros que fazem parte do Plano Municipal de Arborização de Santarém, no oeste do Pará, já passaram por mapeamento. Dos dez bairros contemplados, os que já passaram pela identificação são Salé, Mapirí, Laguinho, Fátima, Liberdade e Aldeia. Os outros quatro bairros que ainda vão ser mapeados são Jardim Santarém, Centro, Santa Clara e Aparecida.

O mapeamento teve início em setembro de 2017, com identificação de árvores e coleta de sementes para a produção de mudas.

O plano faz parte do Projeto “Floresta Urbana", iniciado a partir de pesquisa de acadêmicos de Engenharia Florestal, da Universidade Federal do Oeste do Pará, durante a disciplina "Silvicultura Urbana". A pesquisa mostrou a necessidade de um replanejamento da arborização de Santarém, baseado no número de árvores impróprias para o meio urbano e nos inúmeros conflitos com o imobiliário.

O projeto está sendo desenvolvido pelo Instituto de Biodiversidade e Florestas da Ufopa, em parceria com a Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) e Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca (Semap), além do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-Bio), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater-PA) e Centrais Elétricas do Estado do Pará (Celpa).

O plano do projeto prevê uma cidade paisagística, com mais árvores adequadas para o meio urbano, sem raízes que destruam calçadas e entrem na encanação de casas. O principal objetivo do projeto é oferecer uma arborização planejada que realize as funções ecológicas e sociais ao município.

O projeto tem previsão de ser executado em três anos, incluindo inventários, diagnósticos, escolha de espécies, produção de mudas em viveiro de espera, treinamentos, ações sociais, correção e a implantação da arborização urbana.

Nesta sexta-feira (13), equipes vão prosseguir com o mapeamento no Centro da cidade, com ponto de saída da Praça do Pescador, a partir das 8h30.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE