Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Moradores reclamam de desperdício de água causado por rompimento de tubulação em Macapá

De acordo com a população, o vazamento prossegue há, pelo menos, dez dias. Caesa informou que enviará uma equipe para solucionar o problema.

 
 -  Tubulação está há mais de dez dias danificada, dizem os moradores  Foto: Carlos Alberto Jr/G1
Tubulação está há mais de dez dias danificada, dizem os moradores Foto: Carlos Alberto Jr/G1

Moradores que vivem no entorno do Canal do Jandiá, no bairro Pacoval, na Zona Norte de Macapá, reclamam de um vazamento na tubulação existente dentro do canal. De acordo com eles, o desperdício de água persiste há, pelo menos, dez dias.

O empresário Guido Alves, de 50 anos, usou o Tô Na Rede para fazer a reclamação. Ele conta que têm ligado para a Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa) desde que o problema começou, mas, até o momento, nenhuma providências foi tomada.

A Caesa informou, por meio de nota, que a situação é recorrente e devido ao tráfego de veículos pesados na região, que causa a danificação do ligamento das tubulações. A companhia garantiu que enviará uma equipe para solucionar o problema nos próximos dias.

Guido lembra que, enquanto está havendo desperdício de água potável no canal, muitas famílias ficaram sem água no mesmo período.

"Além do desperdício é bom lembrar que, enquanto isso acontece aqui no canal, famílias de vários bairros da cidade ficaram sem água por dias. Algo tem que ser feito", reivindica.

Os moradores registraram reclamação na Caesa. No dia seguinte, técnicos da companhia chegaram a ir ao local, fotografaram a tubulação rompida, mas não realizaram nenhuma intervenção.

Enquanto Guido se preocupa com o desperdício de água, a preocupação do aposentado Jairo Lins, de 76 anos, é maior.

"Meu receio é que a tampa dessa tubulação se rompa e que a força da água cause mais transtornos para quem vive aqui no entorno do canal", finalizou.

Aposentado Jairo Lins, de 76 anos, teme que tampa de tubulação rompa e cause mais transtornos (Foto: Carlos Alberto Jr/G1) Aposentado Jairo Lins, de 76 anos, teme que tampa de tubulação rompa e cause mais transtornos (Foto: Carlos Alberto Jr/G1)

Aposentado Jairo Lins, de 76 anos, teme que tampa de tubulação rompa e cause mais transtornos (Foto: Carlos Alberto Jr/G1)

Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE