Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Autoridade Palestina convoca embaixadores em 4 países europeus para consultas

Países enviaram representantes à inauguração da embaixada dos EUA em Jerusalém.

 
 -  Ivanka Trump inaugura embaixada dos EUA em Jerusalém nesta segunda-feira  14   Foto: Ronen Zvulun/Reuters
Ivanka Trump inaugura embaixada dos EUA em Jerusalém nesta segunda-feira 14 Foto: Ronen Zvulun/Reuters

A direção palestina, com base na Cisjordânia ocupada, anunciou nesta quarta-feira (16) que convocou para consultas seus embaixadores em quatro países da União Europeia (UE) que enviaram representantes à inauguração da embaixada dos Estados Unidos em Jerusalém.

Os quatro países são Áustria, Hungria, República Tcheca e Romênia, informou o ministério palestino das Relações Exteriores.

"Os embaixadores destes países foram chamados a consultas por vários motivos, mas tem a ver particularmente com a presença desses diplomatas na recepção organizada pelo Ministério de Relações Exteriores israelense" para celebrar a mudança na segunda-feira da Embaixada dos EUA de Tel Aviv para Jerusalém, confirmou um alto cargo palestino à agência Efe.

Ivanka Trump inaugura embaixada dos EUA em Jerusalém nesta segunda-feira (14) (Foto: Ronen Zvulun/Reuters) Ivanka Trump inaugura embaixada dos EUA em Jerusalém nesta segunda-feira (14) (Foto: Ronen Zvulun/Reuters)

Ivanka Trump inaugura embaixada dos EUA em Jerusalém nesta segunda-feira (14) (Foto: Ronen Zvulun/Reuters)

A inauguração da embaixada dos EUA em Jerusalém na última segunda-feira foi marcada por um dia de violenta repressão israelense de manifestantes palestinos na Faixa de Gaza, que deixou 60 mortos e centenas de feridos.

Dois dias após a abertura da embaixada dos EUA, a Guatemala inaugurou nesta quarta em Jerusalém sua nova embaixada em Israel.

Nesta quarta, os ministros árabes das Relações Exteriores marcaram para quinta uma reunião sobre "a agressão israelense contra o povo palestino".

Decisão polêmica

A polêmica decisão dos EUA acabou com o consenso internacional de manutenção das embaixadas fora de Jerusalém, uma consequência da disputa sobre o status da Cidade Sagrada e o conflito israelense-palestino.

No conflito entre Israel e palestinos, o status diplomático de Jerusalém, cidade que abriga locais sagrados para judeus, cristãos e muçulmanos, é uma das questões mais polêmicas e ponto crucial nas negociações de paz.

Israel considera Jerusalém sua capital eterna e indivisível. Mas os palestinos reivindicam parte da cidade (Jerusalém Oriental) como capital de seu futuro Estado.

Faixa de Gaza, território palestino, é palco de violentos protestos

Faixa de Gaza, território palestino, é palco de violentos protestos

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE