Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Campanha de vacinação contra a gripe registra baixa procura em Porto Velho

Até agora 50% das vacinas foram aplicadas. Campanha também tem sido realizada nas escolas da rede pública municipal.

 
 -  Vacinas para gripe estão disponibilizadas em postos de saúde da capital  Foto: Divulgação / Prefeitura de Taubaté
Vacinas para gripe estão disponibilizadas em postos de saúde da capital Foto: Divulgação / Prefeitura de Taubaté

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), tem registrado baixa adesão da população à campanha de vacinação contra a gripe. A campanha, que é uma realização do Ministério da Saúde em parceria com a Semusa, está vigente desde o dia 23 de abril, e das 110 mil doses direcionadas para o município, 50% já foram aplicadas. O objetivo, segundo a Semusa, é aplicar pelo menos 90% das vacinas repassadas.

No último sábado (12), a prefeitura de Porto Velho disponibilizou cerca de 20 unidades de saúde para a capital, e outras 19 para atender os municípios do eixo da BR-364, além de 600 profissionais da secretaria. Visando aumentar a adesão à campanha, a Semusa tem realizado vacinação dos professores nas redes públicas de ensino da capital. Escolas como São Sebastião e Castelo Branco, já foram visitadas.

Apesar de não ter registros de casos de H1N1 em Porto Velho, a falta de vacinação tem aumentado o número de pneumonia em pessoas que deveriam estar imunizadas, segundo a Semusa. A vacina imuniza contra as influenzas H1N1, H3N2 e influenza B. “Infelizmente, o grupo de risco mais vulnerável à doença não tem mostrado interesse na vacinação” afirma a gerente de imunização, Elizeth Gomes.

A Semusa fará visita nas escolas Orlando Freire, dia 22, e Flora Calheiros, dia 24, para a vacinação dos professores e as demais pessoas que se enquadram no grupo de risco, a campanha estará vigente em todas as unidades de saúde de Porto Velho, e dos ao longo da BR-364, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Veja abaixo a quem se destina a vacinação:

  • Adolescentes internados em instituições socioeducativas
  • Crianças de 6 meses a 5 anos
  • Gestantes
  • Indígenas
  • Indivíduos imunossuprimidos
  • Mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias
  • Pessoas privadas de liberdade
  • Portadores de doenças crônicas
  • Pessoas com mais de 60 anos
  • Professores da rede Pública e particular
  • Profissionais da saúde

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE