Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

ECONOMIA

Exportações da China caem em março e país registra 1º déficit comercial desde fevereiro de 2017

 

A China registrou em março um déficit comercial de US$ 4,98 bilhões, resultado da queda das exportações, o que contrariou as expectativas depois dos ótimos desempenhos registrados nos meses anteriores, de acordo com dados oficiais divulgados nesta sexta-feira (13).

As exportações caíram 2,7% em março em ritmo anual - após uma alta de 44,5% das vendas ao exterior em fevereiro -, o que se somou a um aumento de 14,4% das importações, contra uma alta de 6,3% em fevereiro, sugerindo que a demanda doméstica pode ainda ser sólida o suficiente para aguentar o golpe de qualquer choque comercial.


Esta é a primeira vez desde fevereiro de 2017 que o país registra um déficit do comércio exterior, uma situação que não acontecera nos três anos anteriores.


Depois do excedente de US$ 20,5 bilhões em janeiro e de US$ 3,7 bilhões em fevereiro, analistas consultados pela Bloomberg previam um superávit de US$ 27,5 bilhões em março. Os analistas projetavam uma alta de 11,8% das exportações


Economistas destacam, entretanto, que resultados negativos não são incomuns para a China no início do ano devido a distorções provocadas pelo feriado do Ano Novo Lunar.


O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,70%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,65%, com os analistas avaliando que as ameaças comerciais podem já estar causando impacto na atividade dos exportadores.


Superávit comercial com EUA sobe 19,4% no 1º trimestre


Apesar da queda nas exportações, o superávit comercial da China com os Estados Unidos subiu 19,4% no primeiro trimestre, em relação ao mesmo período do ano passado, com alguns analistas especulando que os exportadores correram para despachar cargas em antecipação às ameaças de tarifas que estão provocando temores de uma guerra comercial.

O saldo comercial foi de US$ 58 bilhões de dólares no período entre janeiro e março. Em relação aos últimos 12 meses, as exportações para os Estados Unidos cresceram 14,8% e as importações, 8,9%.


Ainda assim, a China comprou mais de outros países, e registrou um déficit de US$ 9,86 bilhões com o restante do mundo no trimestre.


As exportações da China para os EUA no primeiro trimestre subiram 14,8% ante o ano anterior, apesar de uma queda de 5,6% em março. As importações dos EUA aumentaram 8,9% no trimestre e 3,2% em março.


Isso ajudou a reduzir o superávit com os EUA em março apenas para US$ 15,43 bilhões ante US$ 20,96 bilhões em fevereiro, mas ainda assim foi quase 18% maior do que em março de 2017.

G1

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE