Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Tênis é desenvolvido por estudantes de MG para carregar bateria de celular

Energia é gerada por meio da pisada. Protótipo feito em Divinópolis vai representar Brasil em mostra internacional científica.

 
 -  O projeto pode ser apresentado em feira internacional em abril no Equador  Foto: Reprodução/TV Integração
O projeto pode ser apresentado em feira internacional em abril no Equador Foto: Reprodução/TV Integração

Um projeto desenvolvido por estudantes de Divinópolis vai representar o Brasil na Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia, que acontece em abril no Equador. Os alunos do ensino médio da Escola Estadual Ilídio da Costa Pereira fizeram o protótipo de um tênis que carrega a bateria do celular por meio da pisada.

Inspirados por um projeto similar desenvolvido por um estudante nas Filipinas, os mineiros estão aprimorando o protótipo, que funciona à base da junção de placas que geram energia a partir da pressão exercida pela pisada. Essa energia é transferida para um carregador portátil conectado ao celular.

O projeto pode ser apresentado em feira internacional em abril no Equador (Foto: Reprodução/TV Integração) O projeto pode ser apresentado em feira internacional em abril no Equador (Foto: Reprodução/TV Integração)

O projeto pode ser apresentado em feira internacional em abril no Equador (Foto: Reprodução/TV Integração)

Inovação

A inovação tecnológica surgiu de um desafio apresentado em 2017 na aula de matemática, que propunha incentivar a atividade física. O resultado da pesquisa, que custou um investimento de R$ 150, ficou em primeiro lugar na Feira de Ciências da Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Agora, os adolescentes apostam no desenvolvimento de melhorias no protótipo, como permitir que o tênis seja lavado com o carregado dentro e acelerar o processo de captação e transmissão de energia, para a participação na Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia.

O evento está previsto para o dia 22 de abril no Equador e os estudantes buscam levantar os R$ 7 mil necessários para o custeio da viagem.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE