Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Projeto que estabelece código de ética para servidores públicos é aprovado em Uberaba

Objetivo é moralizar o serviço Prefeitura para melhorar o atendimento ao público.

 
 -  Projeto foi aprovado durante sessão da Câmara na segunda-feira  Foto: Rodrigo Garcia/Câmara de Uberaba
Projeto foi aprovado durante sessão da Câmara na segunda-feira Foto: Rodrigo Garcia/Câmara de Uberaba

O Código de Ética Pública da Administração Direta e Indireta de Uberaba foi aprovado na Câmara de Vereadores, nesta segunda-feira (12). O projeto é composto por um pacote de medidas que serão adotadas pela Prefeitura, com o objetivo de moralizar o serviço público, melhorando o atendimento a população.

Entre os deveres do novo Código de Ética estão:

  • Desempenhar o trabalho com rapidez e rendimento;
  • Não atrasar na prestação de contas;
  • Ser justo e íntegro durante as atividades;
  • Tratar com atenção e cuidado o público;
  • Ser cortês e disponível.

Segundo o líder do prefeito na Câmara, Almir Silva, a proposta do Executivo é importante na moralização do serviço público.

"Todo cidadão tem direitos e também deveres. O projeto traz integridade ao serviço público. O código é uma maneira de cobrar mais eficiência e responsabilidade do servidor no desempenho de sua função", ressaltou.

Projeto foi aprovado durante sessão da Câmara na segunda-feira (Foto: Rodrigo Garcia/Câmara de Uberaba) Projeto foi aprovado durante sessão da Câmara na segunda-feira (Foto: Rodrigo Garcia/Câmara de Uberaba)

Projeto foi aprovado durante sessão da Câmara na segunda-feira (Foto: Rodrigo Garcia/Câmara de Uberaba)

Presente na sessão para defender o projeto, o controlador geral do Município, Carlos Magno Bracarense, citou no plenário que a matéria prega que todo agente público terá compromisso com o Código de Ética, que impõe uma série de condutas aos agentes.

“A nossa ideia é fortalecer as questões éticas e morais dentro do serviço público, atingindo todos os agentes envolvidos nele, e não somente aqueles servidores efetivos na administração municipal. O objetivo é estabelecer códigos de conduta para que a gente tenha uma atuação dentro dos princípios da moralidade, da transparência, que hoje têm sido tão discutido”, justificou.

No projeto, a Prefeitura enfatizou que o Código de Ética em questão não impede a criação e a existência de códigos de ética específicos, desde que esses não contrariem o disposto na Lei.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE