Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Músicos fazem ‘vaquinha’ virtual para representar o AP em festival na França

Banda instrumental ‘Éguamanojazz’ foi convidada para participar de evento na região da Normandia. Sem recursos, integrantes precisam garantir passagens e custos com estadia.

 
 -  Éguamanojazz faz   34;vaquinha  34; para conseguir participar de festival na França  Foto: Jazz Brasil/Divulgação
Éguamanojazz faz 34;vaquinha 34; para conseguir participar de festival na França Foto: Jazz Brasil/Divulgação

A banda instrumental Eguamanojazz foi convidada para representar o Amapá no Festival Stage Nomade/Normandie-Fr, na França, em julho de 2018. Para chegar até o país europeu, os músicos integrantes lançaram uma campanha on-line de financiamento coletivo, conhecida como "vaquinha virtual". A meta é arrecadar R$ 40 mil.

O dinheiro será usado para pagar custos com passagens para sete pessoas, além de hotel, alimentação e translado dentro da França. A banda receberá, pela participação, um cachê simbólico, mas para Elias Sampaio, um dos fundadores da Eguamanojazz, a importância de estar num evento com o porte do festival, vai além de retorno financeiro.

“A importância vai além de um cachê. O importante é o produto turístico musical que será exposto. Um CD de músicas instrumentais feito em Macapá, sendo lançado na França. A música amapaense ganhando a Europa, só o fato de sermos convidados já é significativo. Para mim vale qualquer esforço”, ressaltou Sampaio.

O CD a que o músico se refere é o primeiro da carreira da banda, intitulado “Crioulo Amazonique”. Sampaio conta que o trabalho traz peças como “Vida Boa” do compositor brasileiro Zé Miguel, composições de artistas estrangeiros como Pierre-Marrie Levaillant, David Fackeure e Yan Hervé, além de composições dos integrantes da banda.

“Queremos levar a música crioula produzida na região Amazônica, do Estado do Amapá, como batuque e o marabaixo, em versão instrumental jazzistica para a Europa, nessa grande mostra cultural de músicas crioulas da América do Sul, Ilhas do Caribe e Guiana Francesa”, pede o grupo na plataforma de financiamento.

Elias Sampaio já participa há alguns anos do festival e agora quer levar o produto amapaense mais robusto, com a banda completa. Além dele, os músicos Nelson Dutra (Saxofone) e João Batera (bateria) são os fundadores da Eguamanojazz.

“Os professores que atuam no festival se deslocam de vários locais como, Martinica, Caribe, Guiana, Paris, Alemanha, Brasil, dentre tantos outros”, conta Elias Sampaio.

Para ajudar a banda a alcançar o objetivo, basta acessar a página e contribuir com qualquer valor. O endereço é o https://www.vakinha.com.br/vaquinha/eguamanojazz-na-normandia.

Elias Sampaio, João Batera e Nelson Dutra são os músicos que fundaram a Eguamanojazz (Foto: Divulgação) Elias Sampaio, João Batera e Nelson Dutra são os músicos que fundaram a Eguamanojazz (Foto: Divulgação)

Elias Sampaio, João Batera e Nelson Dutra são os músicos que fundaram a Eguamanojazz (Foto: Divulgação)

Eguamanojazz

O grupo é formado por músicos pesquisadores e admiradores dos ritmos crioulos amazônicos, como batuque, marabaixo, carimbó. Na formação de repertório os músicos procuram fundir os elementos da cultura musical creola com estilos como o jazz, bossa nova, samba, baião, forró e outros.

A proximidade fronteiriça do Amapá com a Guiana Francesa traz também grandes influências musicais para o grupo que não descarta os elementos percussivos que existem, como beguine, kumpá, kaseko e o zouk.

Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o VC no G1 AP ou por Whatsapp, nos números (96) 99178-9663 e 99115-6081.

 

 

 

Veja mais:

PUBLICIDADE
Saúde e Bem Estar Fumar ajuda perder peso? Veja como esse mito deixou doente milhões de adolescentes no mundo
Turismo Incríveis lugares abandonados
Saúde e Bem Estar Usa aparelho? Será que seu dentista não te enganou?
Variedades Alimentos que ajudam a prevenir a queda dos cabelos
Variedades Apenas 3% da população mundial tem a marca X em ambas as mãos
Saúde e Bem Estar Força de vontade: Ele perdeu mais de 300 quilos e tornou-se um instrutor de fitness
Comportamento Tem medo do fracasso? Você tem que ler estas dicas
Variedades Algumas maneiras originais de usar o lenço de outono!
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE