Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Mãe e filha se livram segundos antes de muro de colégio estadual desabar; veja vídeo

Raiete Coelho e a filha Sara Coelho seguiam pela avenida Marechal Rondon e por pouco não foram atingidas. Muro é do colégio Álvaro Adolfo, que ja havia sido condenado pelos Bombeiros.

 
 -  Raiete Coelho em entrevista a TV Tapajós nesta sexta-feira  Foto: Reprodução/TV Tapajós
Raiete Coelho em entrevista a TV Tapajós nesta sexta-feira Foto: Reprodução/TV Tapajós

O desabamento do muro de um colégio estadual de Santarém, no Pará, por pouco não terminou em tragédia. Foi durante a chuva na manhã desta sexta-feira (9). Mãe e filha seguiam pela calçada, mas desviaram o caminho e seguiram pelo meio da rua. Elas se livraram em questão de segundos antes de o muro cair. A câmera de segurança de uma casa registrou o momento de desabamento. (Veja o vídeo acima).

MURO DO ÁLVARO ADOLFO CORRE RISCO DE DESABAR

As pessoas que aparecem na imagem são Raiete Coelho e a filha, Sara Coelho, que saíram ilesas. A mãe conta que seguia com a filha ao cardiologista e que teve um livramento. “Como estava muito grande o fluxo da água, a gente simplesmente foi para o meio da rua e foi na hora que caiu, foi aquele choque maior e voou aqueles pedaços de tijolos na perna da minha filha. Foi um desespero. A gente apenas se molhou toda. Graças a Deus, porque Deus livrou a gente”, relatou.

Raiete Coelho em entrevista a TV Tapajós nesta sexta-feira (Foto: Reprodução/TV Tapajós) Raiete Coelho em entrevista a TV Tapajós nesta sexta-feira (Foto: Reprodução/TV Tapajós)

Raiete Coelho em entrevista a TV Tapajós nesta sexta-feira (Foto: Reprodução/TV Tapajós)

O muro é do colégio estadual Álvaro Adolfo da Silveira, um dos mais tradicionais da cidade, que fica na avenida Marechal Rondon, bairro Santa Clara. Era por volta de 8h. No momento, havia aula e todos os estudantes já estavam em sala, segundo informou a diretora. Na hora do desabamento, a chuva estava fraca, porém havia muita água na canaleta da avenida, o que levou mãe e filha a fazerem o desvio pela rua.

Queda de muro de Colégio Estadual e alagamentos são registrados durante chuva em Santarém

Queda de muro de Colégio Estadual e alagamentos são registrados durante chuva em Santarém

A área onde o muro desabou foi isolada pela Defesa Civil e Corpo de Bombeiros. Eles também avaliaram outras partes que apresentaram risco de queda. A 5ª Unidade Regional da Secretaria de Educação do Estado (5ª-URE) será comunicada outra vez para que adote medidas urgentes para evitar desabamento do muro. Em dezembro de 2017, a estrutura havia sido condenada pelos Bombeiros e a diretora já tinha solicitado da Seduc a recuperação.

Segundo a diretora, Joice Cristina, são 85 metros de muro que estão comprometidos e que um projeto chegou ser elaborado para a revitalização. “Eles enviaram uma equipe com engenheiro para fazer o levantamento do que seria necessário. A nossa preocupação era justamente esse período de chuvas, porque, por ser a parte mais baixa do terreno, a água se acumula próximo ao muro, era previsto que isso aconteceria”, disse.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE