Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Onze transformistas concorrem ao Miss Amapá Gay Universo 2018

Concurso de beleza reúne candidatos de Macapá, Vitória do Jari e Mazagão. Disputa será realizada no dia 11 de março, em Macapá.

 
 -  Onze transformistas são candidatos ao Miss Amapá Gay 2018  Foto: Max Geovanny/Divulgação
Onze transformistas são candidatos ao Miss Amapá Gay 2018 Foto: Max Geovanny/Divulgação

Onze transformistas, com idades entre 19 e 26 anos, vão concorrer ao título de Miss Amapá Gay Universo 2018 em março. Os candidatos foram apresentados à sociedade, ainda sem as indumentárias, na quinta-feira (11), em um evento num shopping no Centro de Macapá.

É a terceira vez que o concurso é realizado no estado. Os concorrentes são profissionais do ramo da beleza, que se propõem a encarar a passarela, transformados em personagens femininas criadas por eles. Eles são da capital, Vitória do Jari e Mazagão.

“São pessoas que contribuem de alguma forma para a economia do estado, como cabeleireiros e maquiadores, que realmente trabalham e que merecem reconhecimento e respeito. Esse é um momento de mostrar que além do lado feminino, também há o intelectual e o social”, falou o coordenador do concurso, Clezio Vilhena.

Candidatos precisam mostrar transformação, como fez o Miss Amapá Gay Universo 2017, Diego Santos (Foto: Fabiana Figueiredo/G1; Diego Santos/Arquivo Pessoal) Candidatos precisam mostrar transformação, como fez o Miss Amapá Gay Universo 2017, Diego Santos (Foto: Fabiana Figueiredo/G1; Diego Santos/Arquivo Pessoal)

Candidatos precisam mostrar transformação, como fez o Miss Amapá Gay Universo 2017, Diego Santos (Foto: Fabiana Figueiredo/G1; Diego Santos/Arquivo Pessoal)

O concurso vai avaliar o processo de transformação, trajes masculino e feminino, o resultado final da intervenção, passarela, oratória e atuação social. Os candidatos devem ser transformistas, que se produzem como mulher para desfilar e participar de festas, e devem ser ligados ou terem criado projetos sociais, para qualquer seguimento da sociedade, não somente à comunidade LGBT.

Até o momento de encararem a passarela, os candidatos vão visitar apoiadores, farão uma ação social juntos, presença em eventos sociais, e enfrentarão júri técnico, que vai somar pontos para a data do concurso.

A disputa será no dia 11 de março, no Teatro das Bacabeiras, no Centro, às 20h. Os ingressos para o evento serão comercializados a partir da quarta-feira (17).

Ísis Goulart foi eleita Miss Amapá Gay Universo 2017 e Miss Brasil Gay Universo 2017 (Foto: Fabiana Figueiredo/G1) Ísis Goulart foi eleita Miss Amapá Gay Universo 2017 e Miss Brasil Gay Universo 2017 (Foto: Fabiana Figueiredo/G1)

Ísis Goulart foi eleita Miss Amapá Gay Universo 2017 e Miss Brasil Gay Universo 2017 (Foto: Fabiana Figueiredo/G1)

O vencedor do concurso vai receber coroa e faixa da Miss Amapá Gay Universo 2017, que também é a Miss Brasil Gay Universo 2017, Isis Goulart, interpretada pelo professor de inglês, cabeleireiro e maquiador Diego Santos.

Ele também ganhará passagem de ida e volta, hospedagem, alimentação e a inscrição na etapa nacional do concurso de beleza.

“Convido os leitores a se fazerem presentes no evento, para prestigiar a 3ª edição do Miss Amapá Gay Universo. No ano passado, o representante do Amapá teve a oportunidade de disputar o concurso nacional e levou o título de Miss Brasil Gay 2017. Já agradeço todos aqueles que vão assistir a esse grande show de beleza”, finalizou Vilhena.

Serviço

Miss Amapá Gay Universo 2018
Dia: 11 de março (domingo)
Hora: às 20h
Local: Teatro das Bacabeiras
Ingressos: estarão à venda a partir do dia 17 de janeiro
Informações: (96) 99155-3485 / 99129-8367

Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o VC no G1 AP ou por Whatsapp, nos números (96) 99178-9663 e 99115-6081.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE