Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Quadrilha é presa em Ituiutaba por desmanche de caminhonetes na região

Polícia Civil investigou que grupo receptava veículos e vendia para empresa na cidade. Caminhonetes e cerca de R$ 45 mil em espécie foram apreendidos.

 
 -  Quatro pessoas foram presas, incluindo um empresário da cidade de Ituiutaba  Foto: Polícia Civil
Quatro pessoas foram presas, incluindo um empresário da cidade de Ituiutaba Foto: Polícia Civil

Quatro pessoas foram presas pela Polícia Civil de Ituiutaba nesta quinta-feira (12) suspeitas dos crimes de associação criminosa e receptação. De acordo com o delegado que conduz o inquérito, Carlos Fernandes, foram cerca de três meses de investigações até chegar à identificação dos presos e outros dois suspeitos.

A polícia informou que o foco da quadrilha eram caminhonetes roubadas na região e que, depois de desmanchadas pelo grupo, tinham as peças vendidas para uma empresa do município. Os quatro presos, incluindo o empresário que recebia as peças para comercialização, já tinham passagens por receptação, conforme Fernandes.

"Depois que eram roubados, os veículos eram deixados em um matagal para ver se não tinham rastreador. Depois, eram levados para uma propriedade rural, desmanchados e as peças colocadas em um caminhão-baú para serem levadas para Ituiutaba", disse o delegado.

Quatro veículos foram apreendidos, entre eles, duas caminhonetes que haviam sido roubadas (Foto: Polícia Civil/Divulgação) Quatro veículos foram apreendidos, entre eles, duas caminhonetes que haviam sido roubadas (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Quatro veículos foram apreendidos, entre eles, duas caminhonetes que haviam sido roubadas (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

As peças que não serviam para serem vendidas eram descartadas pelos criminosos em um rio. Foi apurado até o momento que as caminhonetes foram roubadas em cidades da região, como Santa Vitória, Monte Alegre de Minas, além de Itumbiara (GO).

Durante o cumprimento dos mandados, os policiais recuperaram quatro veículos, ferramentas, documentos, aparelhos celulares, joias, talões de cheque, diversos cartões de crédito e cerca de R$ 45 mil em dinheiro.

O delegado ainda ouvirá as vítimas para apurar se os suspeitos também têm envolvimento direto com o roubo dos veículos. O inquérito deve ser concluído em dez dias para ser remetido ao judiciário.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE