Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

ECONOMIA

Bovespa recua após governo adiar decisão de pautar reforma da Previdência

 
 -
O principal índice da bolsa paulista opera em queda nesta quinta-feira (7), com a cautela voltando ao foco após o governo federal adiar a decisão sobre a data para a votação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, diante da incerteza de possuir os votos necessários para aprovação, segundo a Reuters.

Às 13h45, o Ibovespa caía 1,05%, a 72.497 pontos.

Entre os destaques de queda estão a Petrobras e Vale, que recuavam com força. Os bancos Itaú Unibanco, Bradesco e Banco do Brasil também tinham desvalorização.

Os ânimos voltaram a esfriar diante das dúvidas em relação à quantidade de votos em apoio à reforma da Previdência, o que fez o governo do presidente Michel Temer adiar para esta quinta-feira uma decisão sobre se a nova versão da reforma da Previdência será colocada em votação no plenário da Câmara na próxima semana. A medida precisa de pelo menos 308 votos para passar na Câmara.

"Ontem o PMDB e PTB anunciaram formalmente que seus membros irão votar a favor da reforma e espera-se que entre hoje e amanhã outros partidos anunciem seu apoio, mas a cada recontagem de votos o governo acaba sabendo que o número de 308 votos ainda está longe e isto gera apreensão em nosso mercado financeiro", escreveram os analistas da corretora Magliano em nota a clientes.

Na véspera, o Ibovespa subiu 1%, a 73.268 pontos.


G1

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE