Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Coletado material para exame de DNA das 9 vítimas de acidente com rebocador

Os corpos resgatados saíram de Óbidos em uma lancha e chegaram a Santarém na madrugada desta quinta-feira 7 . O rebocador foi içado do fundo do rio Amazonas 4 meses após bater com navio.

 
 -  Navio da Mercosul Line com parte da balsa da Bertolini presa ao casco, na semana do acidente  Foto: Marcos Cantuario/Sentinela TV
Navio da Mercosul Line com parte da balsa da Bertolini presa ao casco, na semana do acidente Foto: Marcos Cantuario/Sentinela TV

As nove vítimas do acidente com rebocador no rio Amazonas serão identificados por exame de DNA, devido as condições em que os corpos foram encontrados (esqueletizados e semi esqueletizados) segundo informou o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC) durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta quinta-feira (7) no auditório da Estação Cidadania em Santarém, oeste do Pará. O material foi coletado no IML e o exame será feito pelo Laboratório Forense que fica na capital do estado.

Os corpos resgatados saíram de Óbidos em uma lancha e chegaram em Santarém na madrugada desta quinta-feira para necropsia. O rebocador foi içado do fundo do rio Amazonas 4 meses após bater com navio.

VEJA QUEM SÃO OS 9 DESAPARECIDOS

REBOCADOR É IÇADO 4 MESES DEPOIS

RESGATE DOS NOVE CORPOS

Segundo o CPC, se coleta o material biológico da vítima e de parentes próximos das vítimas, como o pai, mãe ou irmãos. É traçado o perfil genético da vítima e perfil genético familiar para ver se há compatibilidade, para depois afirmar, com grau de 99, 9% de certeza essa relação.

Ainda não há prazo estimado para a conclusão dos exames, mas a expectativa é de que os resultados possam sair em até 30 dias. E à medida que os corpos forem identificados, eles serão entregues à família para o sepultamento.

O acidente

A embarcação com 11 tripulantes afundou depois de bater com um navio da Mercosul Line no dia 2 de agosto deste ano. Duas pessoas conseguiram se salvar. De acordo com a Marinha do Brasil, o rebocador seguia no sentido oposto quanto bateu com o navio, por volta de 4h30. Equipes do Corpo de Bombeiros de Santarém e de Belém, composta por mergulhadores e militares da Capitania Fluvial e Marinha do Brasil, fizeram buscas, mas ninguém foi encontrado.

Navio da Mercosul Line com parte da balsa da Bertolini presa ao casco, na semana do acidente (Foto: Marcos Cantuario/Sentinela TV) Navio da Mercosul Line com parte da balsa da Bertolini presa ao casco, na semana do acidente (Foto: Marcos Cantuario/Sentinela TV)

Navio da Mercosul Line com parte da balsa da Bertolini presa ao casco, na semana do acidente (Foto: Marcos Cantuario/Sentinela TV)

 

 

 

PUBLICIDADE
Educação Bolas gigantes encontradas na Bósnia divide opinião de cientistas
Variedades Porque os pilotos diminuem as luzes antes da decolagem?
Ciência 2037, ano do apocalipse do chocolate, que pode desaparecer.
Variedades Saiba porque os pacotes de batatas tem tanto ar
Imagens TOP 30 fotos impressionantes capturadas no momento certo
Comportamento Como você sabe se ele realmente é o homem certo para você?
Ciência Se você se arrepia ao ouvir algumas músicas é porque tem um cérebro especial
Comportamento O que você vê primeiro nesta imagem?
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE