Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Funknejo: duetos de sertanejos com MCs emplacam nas paradas de fim de ano no Brasil

Lucas Lucco com MC Lan, João Neto Frederico com Kevinho e mais: veja lista de parcerias em alta; elas levam funkeiros para as rádios e renovam público de sertanejos.

 
 -  Lista de parcerias entre funkeiros e sertanejos em 2017  Foto: Arte G1
Lista de parcerias entre funkeiros e sertanejos em 2017 Foto: Arte G1

Cê acredita?

O bordão acima, do funkeiro Kevinho, apareceu em quatro sucessos com ídolos sertanejos em 2017. É que ele foi o MC mais procurado para duetos do funknejo. A união de nomes famosos dos dois estilos foi crescendo durante o ano, e agora ocupa cinco posições no top 50 do Spotify no Brasil.

O termo funknejo não é novo: ficou popular com o estouro de "Eu Quero Tchu, Eu Quero Tcha", de João Lucas & Marcelo, em 2012. Desde então, alguns sertanejos tentam incorporar o tamborzão do funk. A novidade neste ano é que os MCs mais famosos, especialmente os de São Paulo, embarcam nas parcerias.

Os dois lados encontram vantagens: a união leva funkeiros de SP às rádios e tem ajudado a renovar o público de alguns sertanejos. Veja abaixo uma lista com os principais hits e, em seguida, leia mais sobre as parcerias.

Lista de parcerias entre funkeiros e sertanejos em 2017 (Foto: Arte G1) Lista de parcerias entre funkeiros e sertanejos em 2017 (Foto: Arte G1)

Lista de parcerias entre funkeiros e sertanejos em 2017 (Foto: Arte G1)

No YouTube, esses 12 principais funknejos de 2017 têm entre 5 milhões ("De calcinha e camiseta") e 156 milhões de visualizações ("Mentalmente"). No Spotify, cinco deles estavam no top 50 do dia 6 de dezembro:

  • 4º - "Permanecer" - Lucas Lucco e MC G15
  • 5º - "Deixa ela beijar" - Matheus & Kauan com MC Kevinho
  • 38º - "Cê acredita" - João Neto & Frederico e MC Kevinho
  • 40º - "Tic tac" - Lucas Lucco e Mc Lan
  • 47º - "Esqueci como namora" - Nego do Borel e Maiara & Maraisa

'Antenado no povo'

Frederico, cantor da dupla com João Neto, falou ao G1 sobre a parceria "Cê acredita", com Kevinho. Foi um raro caso de grande sucesso simultâneo nas rádios e em streaming durante o ano. O convite para a colaboração veio de João Neto & Frederico, em maio deste ano.

"Estamos com onze anos de carreira. Temos que ficar preocupados com o mercado. É um produto que precisa ir se atualizando. Um dos estilos em bom momento é o funk. Por isso colocamos Kevinho, menino jovem que atinge a galera. Tem que estar antenado no povo", diz Frederico.

A composição foi sob encomenda. "Pedimos para quatro amigos nossos [Daniel Rangel, Elan Borges, Bruno Sucesso e Marcello Damasio] para estudar o Kevinho e colocar os palavreados dele na letra. Três dias depois, voltaram com 'Cê acredita'. Falamos: 'É essa'. No show é 'um pipoco'. É um dos três maiores sucessos nossos, junto com 'Lê lê lê' (2011) e 'Pega fogo, cabaré' (2007)."

Frederico é pragmático: "O que a gente gosta é música romantica, letra bonita. Só que só essas não vendem show. A gente vive de show", diz.

"Algumas pessoas nos criticaram por gravar com cantor de funk. Respondi assim a elas: 'Quem paga ingresso é o povo.' O mercado partiu para esse lado. Se a gente não partir também, vai vender show para quem?"

O funkeiro Kevinho (centro) junto com a dupla sertaneja João Neto & Frederico (Foto: Divulgação) O funkeiro Kevinho (centro) junto com a dupla sertaneja João Neto & Frederico (Foto: Divulgação)

O funkeiro Kevinho (centro) junto com a dupla sertaneja João Neto & Frederico (Foto: Divulgação)

'Ganha-ganha'

Mas a vantagem não é só dos sertanejos. "As parcerias são oportunidades que fazem todo o sentido para os dois lados. Geram um ganha-ganha", diz Guilherme Figueiredo, diretor de marketing da gravadora Som Livre.

"O sertanejo tem chance de renovar o público. Quando grava com funk, por exemplo, ele participa de mais playlists, e amplia os pontos de contatos deles com ouvintes", explica Guilherme. "Já os artistas de funk têm uma oportunidade de tocarem nas rádios e também ampliarem a audiência fora do eixo Rio-SP", diz Guilherme.

A empresa de monitoramento de rádios e internet Playax analisou as execuções os funknejos a pedido do G1. A comparação mostrou artistas de funk que tinham milhões de audições na web e pouco espaço nas rádios, mas que começaram a aparecer em mais emissoras com os funknejos.

Os gráficos abaixo, do monitoramento da Playax, mostra o exemplo de dois MCs, Kevinho e Tati Zaqui, que já tinham funks muito populares no Youtube, mas só cresceram nas rádios ao lançarem funknejos:

Desempenho de MC Kevinho nas rádios em 2017:

 Gráfico mostra aumento de execuções de MC Kevinho nas rádios com lançamento de funknejos (setas vermelhas indicam datas de lançamento). A linha azul mostra o número de vezes tocadas na rádio por dia e a preta mostra o público estimado (em milhares) (Foto: Playax)  (Foto: Playax)  Gráfico mostra aumento de execuções de MC Kevinho nas rádios com lançamento de funknejos (setas vermelhas indicam datas de lançamento). A linha azul mostra o número de vezes tocadas na rádio por dia e a preta mostra o público estimado (em milhares) (Foto: Playax)  (Foto: Playax)

Gráfico mostra aumento de execuções de MC Kevinho nas rádios com lançamento de funknejos (setas vermelhas indicam datas de lançamento). A linha azul mostra o número de vezes tocadas na rádio por dia e a preta mostra o público estimado (em milhares) (Foto: Playax) (Foto: Playax)

Desempenho de Tati Zaqui nas rádios em 2017:

 Gráfico mostra aumento de execuções da MC Tati Zaqui nas rádios com lançamento de funknejos (setas vermelhas indicam datas de lançamento). A linha azul mostra o número de vezes tocadas na rádio por dia e a preta mostra o público estimado (em milhares) (Foto: Playax)  (Foto: Playax)  Gráfico mostra aumento de execuções da MC Tati Zaqui nas rádios com lançamento de funknejos (setas vermelhas indicam datas de lançamento). A linha azul mostra o número de vezes tocadas na rádio por dia e a preta mostra o público estimado (em milhares) (Foto: Playax)  (Foto: Playax)

Gráfico mostra aumento de execuções da MC Tati Zaqui nas rádios com lançamento de funknejos (setas vermelhas indicam datas de lançamento). A linha azul mostra o número de vezes tocadas na rádio por dia e a preta mostra o público estimado (em milhares) (Foto: Playax) (Foto: Playax)

Sertanejo 'organizadinho'; funk 'criativo'

O produtor musical Yuri Martins assina dois funknejos nas paradas atuais, ambos com Lucas Lucco: "Permanecer", com Lucas Lucco, e "Tic Tac", com MC Lan. Ele vê aprendizados possíveis para os dois gêneros no encontro.

"O funk tem que aprender com o sertanejo sobre como se organizar. O funk é meio bagunçado: estrutura de show, forma de trabalhar. Você vai fazer uma parceria com o sertanejo e é tudo organizadinho", diz Yuri, produtor oriundo do funk.

"E o sertanejo pode aprender com o funk a atingir o público 'de raiz'. Porque às vezes o sertanejo faz muita música para o pessoal que tem dinheiro, o público 'boy'. Mas esquece que o público da comunidade também quer ouvir o sertanejo que fala a verdade. Acho que isso está acontecendo. O sertanejo vai atrás do funk porque quer atingir a comunidade", opina Yuri.

Guilherme Figueiredo vê chances de outras trocas: "O funk tem a aprender sobre a plataforma que o sertanejo montou para shows, para falar com o Brasil, com um alcance nacional. E o sertanejo tem a aprender com o funk na velocidade, na linguagem, nos modelos de trabalho criativos, voltados para o digital. É uma troca bacana."

Rodrigo Marim e Tati Zaqui (Foto: Divulgação) Rodrigo Marim e Tati Zaqui (Foto: Divulgação)

Rodrigo Marim e Tati Zaqui (Foto: Divulgação)

 

 

 

Veja mais:

PUBLICIDADE
Variedades Fotógrafo revela filme de 70 anos ao comprar câmera de 1929
Educação Restos infantis em tumbas do Peru sugerem rituais de sacrifícios humanos
Artes Algumas criações de bons artistas
Ecologia Meu Jardim: Vespas
Comportamento Psicanálise: A, B, C ou D? Qual dos homens primeiro será ferido? diz muito sobre o seu inconsciente
Comportamento Como você sabe se ele realmente é o homem certo para você?
Saúde e Bem Estar Maneiras de regenerar o cabelo com limão: Ele favorece o crescimento
Saúde e Bem Estar Força de vontade: Ele perdeu mais de 300 quilos e tornou-se um instrutor de fitness
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE