Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Manifestantes protestam contra reforma previdenciária em Divinópolis

Protesto integra movimento registrado nesta terça-feira 5 em várias partes do país contra mudanças na Previdência. Governo Federal espera conseguir aprovação da PEC ainda em dezembro de 2017.

 
 -  Manifestantes se reuniram na tarde desta terça-feira  5  na região central de Divinópolis  Foto: Elimara Gaia/Arquivo Pessoal
Manifestantes se reuniram na tarde desta terça-feira 5 na região central de Divinópolis Foto: Elimara Gaia/Arquivo Pessoal

Manifestantes se reuniram na tarde desta terça-feira (5) no quarteirão fechado da Rua São Paulo em Divinópolis para protestar contra a Proposta de Emenda Constritucional (PEC) da reforma previdenciária. De acordo com a organização, cerca de 20 pessoas participaram do manifesto, mobilizado por centrais sindicais e movimentos populares. A Polícia Militar (PM) não informou o número de participantes.

Além da manifestação, o Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário Federal no Estado de Minas Gerais (Sintrae-MG) informou que cerca de 50 servidores da Justiça do Trabalho paralisaram as atividades em apoio ao movimento, registrado em outras partes do país.

A coordenadora do Sintrae-MG, Elimara Gaia, disse que o movimento quer mobilizar a população para que considera um prejuízo para os trabalhadores.

"A reforma não beneficia o trabalhador. Pelo contrário. Quarenta anos de contribuição é muita coisa. A idade para aposentar também é injusta. Quem ainda não aposentou não vai fazer isso se essa reforma passar", disse Elimara Gaia.

Regra de transição para a aposentadoria proposta na nova versão da Reforma da Previdência (Foto: Arte/G1) Regra de transição para a aposentadoria proposta na nova versão da Reforma da Previdência (Foto: Arte/G1)

Regra de transição para a aposentadoria proposta na nova versão da Reforma da Previdência (Foto: Arte/G1)

Mudanças na aposentadoria

A proposta de reforma da Previdência enviada pelo Governo Federal ao Congresso em dezembro de 2016 foi aprovada pela comissão especial da Câmara em maio deste ano. Desde então, não avançou por falta de consenso entre os parlamentares.

Diante disso, o governo articulou uma versão enxuta da reforma. O objetivo é conseguir apoio dos deputados para aprovar a proposta ainda em 2017. Por se tratar de emenda à Constituição, o texto exige os votos de ao menos 308 dos 513 deputados.

Nesta terça, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou que "cresceu muito a probabilidade" de o governo aprovar a reforma na Câmara. Segundo o ministro, é possível concluir a votação da proposta em dois turnos ainda em dezembro.

Mobilização

Em Divinópolis, o protesto contra a reforma durou cerca de 2h30 e terminou por volta das 18h. Participaram da mobilização representantes de 12 sindicatos de Divinópolis e região. Concentrados na Rua São Paulo, os trabalhadores distribuíram panfletos sobre os pontos considerados negativos na reforça.

 

 

 

Veja mais:

PUBLICIDADE
Educação As incríveis esculturas Swimming Reindeer, de mais de 13 mil anos
Saúde e Bem Estar Café descafeinado, na verdade, contém cafeína!
Turismo Maravilhosa Ponte de Oresund, com rodovia e ferrovia, submerge no mar
Ecologia Vídeo: Vespa se alimentando
Tecnologia O curioso modo como é fabricado um processador
Ciência 2037, ano do apocalipse do chocolate, que pode desaparecer.
Saúde e Bem Estar Usa aparelho? Será que seu dentista não te enganou?
Saúde e Bem Estar Algumas razões para seu cabelo estar caindo
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE