Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

REGIONAL

Justiça eleitoral investiga 23 denúncias de irregularidades na eleição suplementar

 
A quatro dias das eleições suplementares em Primavera do Leste (a 244,5 km de Cuiabá) e Mirassol D“Oeste (a 296 km da Capital), o Tribunal Regional Eleitoral investiga 23 denúncias de irregularidades.

Em Primavera, por meio do aplicativo Pardal, a Justiça eleitoral recebeu 15 denúncias. Sendo 7 envolvendo o uso da máquina pública, 3 de crimes eleitorais e outros 3 de propaganda eleitoral supostamente irregular.

No município, o presidente da Câmara, Leonardo Bortolin (PMDB) – que assumiu interinamente a Prefeitura no lugar do cassado Getúlio Viana (PSB) - e a vereador Carmen Betti (PSC) estão na disputa.

Já em Mirassol, foram 8 denúncias pelo aplicativo, referentes a suspeita de compra de votos (3), doações e gastos eleitorais (1), propaganda eleitoral (1), crimes eleitorais (1) e outros (2).

No próximo domingo (19) estarão em disputa Edvaldo Paiva (PSD), Euclides Paixão (PP), André Gimenez (DEM), e Juvenal Caetano (PRB).

Eleições

As eleições suplementares custarão R$ 196,2 mil para a Justiça Eleitoral. Em Primavera, que possui 39.932 eleitores, o gasto com pessoal e encargos sociais será em torno de R$ 74,8 mil.

Em Mirassol, que conta com 19.328 eleitores, para a mesma categoria serão destinados R$ 41,3 mil. Já o valor destinado a outras despesas correntes nas duas cidades será de R$ 44,2 mil e R$ 35,7 mil, respectivamente.

Para ambos os municípios, a Justiça Eleitoral destinará 232 urnas, sendo 135 de votação e 20 de contingências em Primavera, e 62 de votação e 15 de contingência em Mirassol. O resultado oficial da eleição está previsto para sair entre 1h e 1h30 após o fechamento das urnas.

Prefeitos cassados

Nestas cidades, os prefeitos eleitos tiveram os mandatos cassados. Nas eleições no ano passado, Getúlio obteve 19.057 votos, o que equivale a 64,18%. Apesar de eleito, a candidatura foi indeferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) neste ano, em razão da rejeição das contas pela Câmara de Primavera do Leste e por uma condenação de improbidade administrativa proferida pelo Tribunal de Justiça.

Depois disso, o presidente da Câmara, Leonardo Bortolin (PMBD), assumiu interinamente a prefeitura. Bortolin, inclusive, é candidato para a vaga de prefeito no próximo domingo.

Por Mirassol, Elias Mendes Leal teve o registro de candidatura indeferido. Ele foi o que recebeu mais votos, 7.830 votos, o equivalente a 52,25% dos válidos, mas a votação está "congelada".


RDNews

 

 

 

PUBLICIDADE
Artes Algumas criações de bons artistas
Variedades Algumas maneiras originais de usar o lenço de outono!
Variedades O que seu nariz diz sobre você?
Ecologia Conheça as incríveis formigas Pote-de-Mel
Turismo Maravilhosa Ponte de Oresund, com rodovia e ferrovia, submerge no mar
Saúde e Bem Estar Força de vontade: Ele perdeu mais de 300 quilos e tornou-se um instrutor de fitness
Educação Restos infantis em tumbas do Peru sugerem rituais de sacrifícios humanos
Saúde e Bem Estar Limonada negra - poção ou milagre?
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE