Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Cerca de 800 alunos retornam às aulas na zona rural de Jaru, RO, após abandono da empresa de transporte escolar

Empresa abandonou serviços no dia 23 de outubro e responsáveis não foram encontrados. Com 15 novos veículos, alunos devem estudar até o final do ano.

 
 -  Antiga empresa responsável por realizar o transporte dos alunos da zona rural abandou os serviços sem prestar aviso prévio no dia 23 de outubro, e de
Antiga empresa responsável por realizar o transporte dos alunos da zona rural abandou os serviços sem prestar aviso prévio no dia 23 de outubro, e de

Cerca de 800 alunos de Tarilândia, distrito de Jaru (RO), município a 290 quilômetros de Porto Velho, retornaram às aulas nesta segunda-feira (13) após ficarem duas semanas sem transporte escolar. Conforme a prefeitura, a antiga empresa responsável por realizar o transporte dos alunos da Zona Rural abandou os serviços sem prestar aviso prévio no dia 23 de outubro, e desde então, os estudantes permaneceram sem aulas.

Antiga empresa responsável por realizar o transporte dos alunos da zona rural abandou os serviços sem prestar aviso prévio no dia 23 de outubro, e desde então, os estudantes permaneceram sem aulas (Foto: Prefeitura Jaru/Divulgação) Antiga empresa responsável por realizar o transporte dos alunos da zona rural abandou os serviços sem prestar aviso prévio no dia 23 de outubro, e desde então, os estudantes permaneceram sem aulas (Foto: Prefeitura Jaru/Divulgação)

Antiga empresa responsável por realizar o transporte dos alunos da zona rural abandou os serviços sem prestar aviso prévio no dia 23 de outubro, e desde então, os estudantes permaneceram sem aulas (Foto: Prefeitura Jaru/Divulgação)

A assessoria da prefeitura alegou ao G1 que os pagamentos com a antiga empresa estavam em dias e que a última parcela foi devidamente quitada no dia 20 de setembro, em um valor de R$ 195.614,58. O contrato com a empresa estava definido em um valor de R$ 777.139,55.

Após o abandono, uma equipe do departamento jurídico da prefeitura passou a tentar entrar em contato com os responsáveis pela empresa de transporte, mas conforme a assessoria, ninguém da empresa foi encontrado para que eles fossem notificados. Ainda assim, as medidas administrativas estão sendo providenciadas através de procedimento judicial.

De acordo com a prefeitura, uma contratação em caráter emergencial foi realizada com uma nova empresa de transporte escolar para o restante do ano letivo e providenciou 15 novos veículos em um valor total de R$ 310.534,71.

Ao G1, a secretária municipal de educação, Maria Emilia do Rosário, informou que os alunos não serão prejudicados pelos 12 dias letivos que ficaram sem aulas e que o calendário escolar foi readaptado.

“As escolas irão repor as aulas perdidas até o final do ano aos sábados e feriados. Pelo calendário normal, o ano letivo terminaria no dia 12 de dezembro, mas agora as aulas irão se estender até final de dezembro”, comenta a secretária.

Nota de esclarecimento

Por meio do portal eletrônico da prefeitura, o município publicou uma nota para esclarecer que o abandono da empresa de transporte escolar não estava relacionado à falta de pagamento e de que adotaria as medidas legais para punir os responsáveis da empresa.

Confira a nota publica na íntegra:

A Prefeitura de Jaru, através da Secretaria Municipal de Educação, vem por meio desta informar que a empresa Ottoni Transportes Ltda, responsável pelo transporte escolar na região de Tarilândia, abandonou todos os serviços prestados para o município sem qualquer comunicação prévia.

De acordo com o prefeito, o abandono não se deve à falta de pagamento à empresa, visto que a Prefeitura tem efetuado os pagamentos em dia.

Esclarecemos ainda, que a Secretaria Municipal de Educação não tem medido esforços em busca de solucionar e normalizar a prestação do serviço, tomando todas as medidas administrativas, a fim de que os responsáveis sejam penalizados.

Informamos também, que a paralisação do transporte na região de Tarilândia não acarretará prejuízo aos alunos, sendo que a Secretaria de Educação disponibilizará um novo calendário para os alunos afetados.

 

 

 

Veja mais:

PUBLICIDADE
Culinária Bolo de leite condensado (sem farinha)
Turismo Nazistas construíram edifícos maciços durante a guerra para proteger cidades de ataques aéreos
Imagens 13 enganos em fotos
Saúde e Bem Estar 7 cuidados que devemos ter quando vamos entrar ou sair do inverno
Variedades 18 coisas que só sabem quem tem irmãos
Ciência Construa passo-a-passo sua própria bobina de Tesla
Variedades Mitos de que devemos parar de acreditar
Turismo Coisas que não são permitidas na Arábia Saudita: cinemas, gatos, mulheres dirigindo...
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE