Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Falta de balanças de fiscalização traz riscos para motoristas em estradas do Sul de MG

Segundo o DER-MG, apenas dois pontos de pesagem estão funcionando na região

 
 -  Falta de balanças de fiscalização traz riscos para motoristas em estradas do Sul de MG  Foto: Reprodução EPTV
Falta de balanças de fiscalização traz riscos para motoristas em estradas do Sul de MG Foto: Reprodução EPTV

A falta de balanças de fiscalização tem causado problemas nas estradas do Sul de Minas. Além de acelerar o estrago causado no asfalto, os veículos com excesso de carga também tem um risco maior de acidentes, o que tem preocupado os motoristas que passam pela região.

“Mais da metade parada, né? Algumas voltaram a funcionar, mas tem algumas paradas ainda, quase tudo parada. E a que tem, não está funcionando. Você não acha ninguém lá não”, diz o caminhoneiro Édio Donizete Nascimento.

Da balança que ficava na MG-167, em Santana da Vargem (MG), só ficaram os vestígios. A cena se repeta no antigo posto de pesagem da BR-491, entre Varginha (MG) e Três Corações(MG), onde ônibus e veículos de carga não são pesados faz tempo.

“Há uma diminuição da vida útil da rodovia. O pavimento sofre danos irreparáveis, que mesmo fazendo consertos com tapa-buraco, não atende a qualidade da rodovia. Acaba sendo uma chaga naquele local e aquilo vai piorando cada vez mais”, explica o consultor de trânsito Paulo Magno Resende.

Falta de balanças de fiscalização traz riscos para motoristas em estradas do Sul de MG (Foto: Reprodução EPTV) Falta de balanças de fiscalização traz riscos para motoristas em estradas do Sul de MG (Foto: Reprodução EPTV)

Falta de balanças de fiscalização traz riscos para motoristas em estradas do Sul de MG (Foto: Reprodução EPTV)

Responsável pela fiscalização, o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) começou um cronograma pra reativar as balanças nas rodovias do Estado, mas o trabalho tem sido lento. E isso, segundo o consultor de trânsito, também pode ser agravante em acidentes.

“Ele precisa de muito mais espaços para poder imobilizar o veículo. E às vezes esse espaço que ele tem não é o suficiente, em razão do excesso de peso, o aquecimento do sistema de freios, que vidrifica todos os componentes e não fica eficiente como deveria”, completa Resende.

A polícia reforça a recomendação para que os motoristas respeitem a legislação, mesmo sem as balanças. “A Polícia Militar Rodoviária pode fiscalizar o excesso de peso através da nota fiscal. E confirmando esse excesso, a gente faz a autuação. É autuação média, quatro pontos na carteira e retenção do veículo”, diz o tenente Roberto Resende Tomé.

Segundo o DER-MG, dois postos de pesagem estão funcionando no Sul de Minas, no quilômetro 27 da MG-290, em Borda da Mata, e no quilômetro 93 da MG-179, em Poços de Caldas. Ainda conforme o órgão, a entrada em operação de novas praças de pesagem na região Sul ocorrerá de forma gradativa e de acordo com a disponibilidade orçamentária.

Veja mais notícias da região no G1 Sul de Minas

 

 

 

PUBLICIDADE
Personalidades Os 23 atores de séries mais bem pagos
Variedades "Siga-me" se transforma em uma versão sexy
Variedades Dezoito esculturas na areia que são verdadeiras obras de arte
Variedades Apenas 3% da população mundial tem a marca X em ambas as mãos
Saúde e Bem Estar Receita simples alivia dores nas articulações
Saúde e Bem Estar As mulheres amam sapatos, mas que cuidados devemos ter ao escolhê-los?
Saúde e Bem Estar Livre-se de hematomas em apenas alguns minutos usando borra de café
Humor 14 Construções muito estranhas
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE