Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Justiça determina que Oi agilize cancelamento de serviços solicitados em Belém

 
A Justiça Federal confirmou nesta segunda-feira (13) uma decisão liminar de 2013, que determina que a Oi/Telemar, ao receber pedidos de clientes para cancelar serviços nos postos de atendimento da empresa em Belém, entregue imediatamente ao consumidor o termo de interesse de cancelamento ou documento equivalente.

Com a sentença, os clientes não precisam aguardar contatos telefônicos posteriores para cancelar serviços. A decisão vale para o cancelamento de linhas fixas e de internet, mas somente na capital paraense. De acordo com o Ministério Público Federal no Pará, autor da ação, o objetivo do processo era que a decisão valesse para todo o país, mas, como a comprovação de irregularidades foi feitas usando casos de Belém, o juiz limitou a regra ao município.

A ação, de 2013, usou como prova uma nota técnica da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que mencionava a existência de 250 reclamações em Belém relacionadas a dificuldades para cancelamento de linhas. A decisão, assinada pelo juiz federal Jorge Ferraz de Oliveira Júnior na semana passada, afirma que a telefônica OI/Telemar não conseguiu comprovar a adoção de medidas para solucionar o problema.

A sentença também considerou o relatório de vistorias feitas pelo MPF nas lojas da Oi/Telemar, em que os clientes alegavam já ter tentado cancelar inúmeras vezes por telefone, sem sucesso. Entre os obstáculos listados estão as ligações perdidas, a insistência dos atendentes em não aceitar o cancelamento, o grande tempo de espera ao telefone e o grande número de atendentes com os quais é preciso falar, tendo que repetir o processo de cancelamento com cada novo atendente.

Segundo a assessoria de imprensa do MPF no Pará, o procurador responsável pelo caso, Bruno Araújo Soares Valente, vai encaminhar cópias do processo para os colegas que atuam em outros estados, para o caso de estarem enfrentando o mesmo problema e também quereirem mover o processo.

A Justiça Federal também exigiu que a Anatel intensifique a fiscalização para garantir o cumprimento da medida. Caso a sentença seja descumprida, a Oi/Telemar terá que pagar multa de até R$ 100 mil.

 

 

 

PUBLICIDADE
Variedades Como combinar sua bolsa com seus sapatos. Aprenda algumas regras de estilo!
Variedades Já viu como funciona uma fechadura por dentro?
Música Ariana Grande desmente calvicie exibindo cabelos crespos
Saúde e Bem Estar Força de vontade: Ele perdeu mais de 300 quilos e tornou-se um instrutor de fitness
Variedades Fotos curiosas que lhe farão pensar um pouco
Educação Bolas gigantes encontradas na Bósnia divide opinião de cientistas
Variedades Apenas 3% da população mundial tem a marca X em ambas as mãos
Saúde e Bem Estar Diminua as marcas de celulite usando borra ou pó de café
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE