Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Estudante em Campo Grande diz que prova de exatas do Enem foi mais difícil que redação

Candidatos esperavam fazer mais cálculo no segundo dia de provas, mas disseram que tiveram muita interpretação antes de recorrer à fórmula.

 
 -  Estudante de Campo Grande  MS , João Vítor Araújo está em dúvida entre direito e administração  Foto: Graziela Rezende/G1 MS
Estudante de Campo Grande MS , João Vítor Araújo está em dúvida entre direito e administração Foto: Graziela Rezende/G1 MS

O estudante João Vítor Araújo, de 18 anos, saiu da sala de aula no segundo dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), neste domingo (12), de uma universidade de Campo Grande, decepcionado com a prova de exatas. Para ele, as questões que envolvem cálculo foram mais difíceis do que a redação.

"Achei a parte de exatas bem mais difícil que a redação. Havia muita interpretação, gráficos complexos e ilustração para entender antes de fazer qualquer cálculo. Eu estudei três horas por dia, espero ter ido bem", comentou o estudante que está em dúvida entre estudar direito e administração.

Brenda Gabriele Gonçalves Bastos fala que observou muito antes de preencher as respostas em Campo Grande (MS) (Foto: Graziela Rezende/G1 MS) Brenda Gabriele Gonçalves Bastos fala que observou muito antes de preencher as respostas em Campo Grande (MS) (Foto: Graziela Rezende/G1 MS)

Brenda Gabriele Gonçalves Bastos fala que observou muito antes de preencher as respostas em Campo Grande (MS) (Foto: Graziela Rezende/G1 MS)

Apaixonada pela possibilidade de ser professora, Brenda Gabriele Gonçalves Bastos, de 19 anos, fala que observou muito antes de preencher as respostas. Os estudantes esperavam fazer muitos cálculos na prova de exatas, mas disseram que encontraram muita interpretação por causa dos gráficos, ilustrações e cabeçalho.

"A matemática estava cheia de gráficos e eu achei difícil. Tinha que observar e interpretar com muita calma", comentou a jovem que pretende cursar letras ou biologia.

A estudante Jeniffer Cristina, de 18 anos, também reclamou da quantidade de gráficos, mas achou fácil. "Eu acabei de ter filho, por isso fiquei um tempo sem estudar. Mas, prestando atenção, a resposta estava ali. Acho que tive sorte", disse.

 Jeniffer Cristina disse que tinha muitos gráficos, mas achou fácil a prova em Campo Grande (MS) (Foto: Graziela Rezende/G1 MS)  Jeniffer Cristina disse que tinha muitos gráficos, mas achou fácil a prova em Campo Grande (MS) (Foto: Graziela Rezende/G1 MS)

Jeniffer Cristina disse que tinha muitos gráficos, mas achou fácil a prova em Campo Grande (MS) (Foto: Graziela Rezende/G1 MS)

 

 

 

PUBLICIDADE
Celulares Novo Iphone deverá ter reconhecimento facial, lançamento previsto para 2018
Ecologia Tenha rosas em casa durante o ano todo
Tecnologia O curioso modo como é fabricado um processador
Educação Restos infantis em tumbas do Peru sugerem rituais de sacrifícios humanos
Humor 14 Construções muito estranhas
Turismo Coisas que não são permitidas na Arábia Saudita: cinemas, gatos, mulheres dirigindo...
Ecologia Meu Jardim: Vespas
Variedades Um teste que os adultos não conseguem resolver, uma criança encontra a resposta em poucos segundos
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE