Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Construtora vai lançar prédio conectado, com câmera que reconhece rosto de morador, em São Paulo

Projeto tem parceria de IBM e Intel para criar casa inteligente com sensores de internet das coisas .

 

A incorporadora Vitacon anunciou nesta sexta-feira (10) que vai construir na cidade de São Paulo a partir de 2018 um prédio conectado, com tecnologias que vão de câmeras com reconhecimento fácil de moradores a sensores capazes de medir a temperatura e os consumos de energia e energia.

Com isso, a construtora quer transformar os apartamentos em “casas inteligentes”. Parceiras no projeto, IBM e Intel fornecerão os sistemas tecnológicos para fazer do empreendimento um exemplar da “internet das coisas”, movimento em que máquinas “conversam” com máquinas para avaliar situações e tomar decisões sozinhas.

O prédio, chamado de Vitacon Next, começará a ser construído a partir do primeiro trimestre de 2018 na região da avenida Faria Lima, importante centro comercial da capital paulista. Os apartamentos terão entre 25 e 55 metros quadrados.

O início das obras será a segunda etapa do projeto.

A incorporadora é a mesma que lançou neste ano um imóvel super compacto, com 10 metros quadrados. Veja vídeo do G1 sobre apartamentos pequenos:

G1 visitou um apartamento decorado de 14 metros quadrados

G1 visitou um apartamento decorado de 14 metros quadrados

Sensores pela casa

Na primeira fase, que também começará no início de 2018, as três empresas montarão um apartamento equipado com todos diversos sensores e permitirá que startups criem aplicações que os utilizem.

O lugar funcionará como um laboratório de testes. As empresas interessadas terão à disposição sensores que medem consumo de energia, água, gás, movimento, proximidade, temperatura, luminosidade e umidade, além de sistemas de notificação sem fio via Bluetooth e Wi-Fi e ligação entre as centrais inteligentes do prédio e do apartamento.

As melhores tecnologias criadas pelas empresas iniciantes nessa fase serão implantadas no Vitacon Next.

Reconhecimento facial

As tecnologias que atendem os moradores nas áreas comuns, no entanto, já foram definidas.

A fechadura dos apartamentos, por exemplo, será conectada com a portaria. Com isso, apenas pessoas com credenciais cadastradas poderão entrar no condomínio e na unidade habitacional. O sistema para liberar a entrada ainda não foi definido.

Um exemplo disso já ocorre em outro prédio da Vitacon, também em São Paulo. Lá, moradores e convidados têm de ter a impressão digital cadastrada para poderem acessar as dependências do edifício. É possível ainda determinar por quanto tempo aquela digital será aceita no prédio.

Outra tecnologia presente no prédio serão câmeras inteligentes capazes de fazer o reconhecimento facial das pessoas que circulam no prédio nos espaços comuns. Isso permitirá identificar possíveis invasores.

 

 

 

PUBLICIDADE
Humor Brinquedos feitos para crianças, ou para uma sex shop?
Autos e Motos Miniatura de um Volkswagen Karmann Ghia
Música Ariana Grande x Christina Aguilera. Quem imita melhor?
Turismo Coisas que não são permitidas na Arábia Saudita: cinemas, gatos, mulheres dirigindo...
Ecologia Meu Jardim: Vespas
Saúde e Bem Estar Parada cardíaca durante o sexo: Quais são as chances em homens?
Saúde e Bem Estar Limonada negra - poção ou milagre?
Ciência Sua fala pode demonstrar o quanto é inteligente
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE