Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Dados mostram que um motorista é multado por minuto desde retomada da fiscalização eletrônica em Goiânia

SMT considera número preocupante. Principal infração é o excesso de velocidade, seguido do avanço de sinal.

 
 -  Radares fizeram quase 60 mil autuações desde que foram instalados na capital  Foto: Vitor Santana/G1
Radares fizeram quase 60 mil autuações desde que foram instalados na capital Foto: Vitor Santana/G1

Dados divulgados pela Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMT) mostram que desde a retomada da fiscalização eletrônica em Goiânia, no dia 31 de agosto, já foram registrados 59,5 mil multas, uma média de uma autuação por minuto.

Na capital, atualmente, existem quatro avenidas monitoradas: Universitária, Santa Maria, 85 e Marginal Botafogo. No primeiro corredor, a principal infração é o avanço de sinal. Já nos outros, o excesso de velocidade é a principal causa de autuações.

“É um número alto, que nos deixa preocupado. Estamos com ações educativas, mas vamos intensificar o trabalho, enviar equipes a alguns locais para saber o que pode ser feito a mais. É algo alarmante e que vamos trabalhar para tentar diminuir”, disse o secretário Fernando Santana.

Durante o período de fiscalização, foram registrados 38.852 excessos de velocidade. A segunda maior causa de multa é o avanço de sinal, com 16.908. Transitar em faixa exclusiva – 3.348 multas – e parar sobre a faixa de pedestre – 464 registros – completam a lista.

Principal infração registrada pelos fotossensores é o excesso de velocidade (Foto: Vitor Santana/G1) Principal infração registrada pelos fotossensores é o excesso de velocidade (Foto: Vitor Santana/G1)

Principal infração registrada pelos fotossensores é o excesso de velocidade (Foto: Vitor Santana/G1)

Nos últimos 42 dias, os 49 equipamentos fizeram mais de 15 milhões de leituras, resultando em 59,7 mil multas. “Isso mostra que a maioria dos motoristas é consciente, respeita as leis de trânsito, mas ainda é preciso trabalhar para reduzir essa quantidade de autuações”, explicou o secretário.

De acordo com a SMT, nos próximos 15 dias também entrarão em funcionamento câmeras de videomonitoramento no corredor da Avenida Universitária. “Aí poderemos também autuar uso de celular e falta de cinto de segurança, por exemplo. Tudo isso para tentar coibir infrações e gerar uma conscientização dos condutores”, disse o secretário.

Os atuais fotossensores são capazes de fazer leituras que podem ajudar a identificar placas de carros com registros de roubo. Com isso, seria possível aumentar a segurança pública. Entretanto, o serviço ainda não está em funcionamento. “Estamos esperando implantar todos os equipamentos primeiro, para depois integrar os sistemas com os da Secretaria de Segurança Pública. Acreditamos que até o fim do ano esse processo já deve estar em funcionamento”, completou.

Quer saber mais notícias de todo o estado? Acesse o G1 Goiás.

  • Goiânia

 

 

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Ecologia Artista Sophie Gamand fotografa pit bulls com florais para mostrar seu lado suave e incentivar adoção
Celulares Recursos legais do botão central nos fones de ouvido do iPhone
Saúde e Bem Estar Fumar ajuda perder peso? Veja como esse mito deixou doente milhões de adolescentes no mundo
Turismo Maravilhosa Ponte de Oresund, com rodovia e ferrovia, submerge no mar
Ecologia Vídeo: Vespa se alimentando
Ecologia Impressionante: Formigas criam pulgões como humanos domesticam gado
Variedades A incrível história do Iate brasileiro "Mar Sem Fim"
Saúde e Bem Estar 7 cuidados que devemos ter quando vamos entrar ou sair do inverno