Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Vereadores questionam falta de detalhes dos gastos na Saúde em Divinópolis

Prestação de contas foi apresentada nesta quarta 11 no Legislativo. G1 entrou em contato com a Prefeitura para informações e aguarda retorno.

 
 -  População não compareceu a prestação de contas que foi marcada por questionamentos  Foto: Carina Lelles/G1
População não compareceu a prestação de contas que foi marcada por questionamentos Foto: Carina Lelles/G1

Representantes da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) estiveram na Câmara de Divinópolis nesta quarta-feira (11) para prestar contas referentes ao segundo quadrimestre de 2017. Na ocasião, foi informado que a pasta gastou mais da metade do orçamento anual, mas não foram repassados detalhes das despesas. Fato este que foi questionado pelos vereadores e também criticaram a ausência do secretário de Saúde, Rogério Barbiere.

O G1 entrou em contato com a assessoria da Prefeitura para mais informações sobre as despesas, mas até a publicação desta reportagem esta ainda não havia se posicionado.

De acordo com a planilha apresentada durante a prestação de contas, a dotação anual para a Semusa é de quase R$ 253 milhões e, de janeiro a agosto, já foram gastos mais de R$ 130 milhões. O material apresentado também explicitou que o maior montante foi gasto com a assistência hospitalar e ambulatorial (quase R$ 186 milhões), seguido pela atenção básica (cerca de R$ 28 milhões) e em terceiro lugar de gastos estava ‘outras subfunções’ (cerca de R$ 25 milhões). Mas informações que explicassem a aplicação dos recursos não foi mostrada.

“A gente vê algumas divergências nesta prestação de contas. O que eles fizeram aqui foi um demonstrativo de trabalho. O lado financeiro mostrou muito pouco e para mim isto ficou a desejar. Para onde está indo este dinheiro? Colocam termologias e gráficos que não são claros”, disse o vereador José Luiz, que é membro das Comissões de Saúde e Finanças da Câmara.

Valores gastos não foram detalhados durante a prestação de contas (Foto: Reprodução/Semusa) Valores gastos não foram detalhados durante a prestação de contas (Foto: Reprodução/Semusa)

Valores gastos não foram detalhados durante a prestação de contas (Foto: Reprodução/Semusa)

Em nota enviada à imprensa sobre a realização da prestação de contas, a Prefeitura ressaltou que o evento era aberto para a participação de qualquer cidadão e uma oportunidade para os moradores tirarem dúvidas e darem sugestões.

“A audiência pública é mais um instrumento democrático e uma oportunidade para a população ter contato direto com as principais lideranças na área da saúde do nosso município”, afirmou o secretário municipal de Saúde na publicação enviada.

Mas o plenário ficou vazio. Nem a população, nem o Secretário de Saúde que fez o convite compareceram. “Nenhum dos diretores que estão aqui estão capacitados para responder sobre contas. A Secretaria de Saúde é responsável por 30% do orçamento do município e a pessoa que assina os cheques e pagamentos não está presente e nem mandou justificativa. Não conseguiram nos informar onde foram gastos estes valores”, destacou o vereador Delano Santiago.

O G1 entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura sobre os questionamentos dos vereadores que até a publicação desta matéria também não obtivemos retorno.

Estabelecimentos

  • Divinópolis

 

 

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Variedades Super Heróis em situações inusitadas
Turismo Maravilhosa Ponte de Oresund, com rodovia e ferrovia, submerge no mar
Ecologia Será que só os humanos perderam o sentido de amor?
Ecologia Meu Jardim: Vespas
Mangás e Animes Oito curiosidades que você não deve saber sobre os Simpsons
Ecologia Conheça as incríveis formigas Pote-de-Mel
Variedades Saiba o que fazer para deixar seus copos brilhando após o uso
Variedades 15 fotoflagrantes incríveis