Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Ceará tem o maior índice de assassinatos de adolescentes do país, aponta Unicef

Adolescentes do sexo masculino, negros e pobres são os que mais morrem, segundo relatório de agência da ONU.

 
 -  Ceará tem o maior índice de assassinato de adolescentes  Foto: Unicef/Reprodução
Ceará tem o maior índice de assassinato de adolescentes Foto: Unicef/Reprodução

O Ceará é o estado que mais mata adolescentes em todo o Brasil, de acordo com relatório divulgado nesta quarta-feira (11) pela Unicef, agência da Organização das Nações Unidas (ONU). O estudo do escritório mostra o Índice de Homicídios de Adolescentes (IHA) em relação à população do estado, com dados de 2014.

Conforme a Unicef, o índice no Ceará é 8,71; em segundo lugar no ranking negativo aparece Alagoas, com 8,18. O número de adolescentes mortos no Ceará em proporção à população é quase 10 vezes maior que o do estado que aparece com o índice mais baixo, Santa Catarina, com 0,93.

Ceará tem o maior índice de assassinato de adolescentes (Foto: Unicef/Reprodução) Ceará tem o maior índice de assassinato de adolescentes (Foto: Unicef/Reprodução)

Ceará tem o maior índice de assassinato de adolescentes (Foto: Unicef/Reprodução)

Conforme a Unicef, em 2014, os adolescentes do sexo masculino tinham um risco 13 vezes superior ao das adolescentes do sexo feminino; e os adolescentes negros, um risco 2,88 vezes superior ao dos brancos. O risco de ser morto por arma de fogo é 6,11 vezes maior do que por outros meios.

O estudo da Unifec cita também uma pesquisa desenvolvida em parceria com a Assembleia Legislativa do Ceará que aponta que adolescentes negros têm chances maiores de serem assassinados.

"As vítimas [no Ceará] eram, em grande maioria, meninos (97,95%) e negros ou pardos (65,75%), moradores das periferias. Os adolescentes assassinados eram, em sua maioria, pobres – 67,1% viviam em lares com renda familiar entre um e dois salários mínimos – e 70% estavam fora da escola há pelo menos seis meses", aponta o relatório.

Em Fortaleza, ainda segundo o estudo, metade dos homicídios de adolescentes aconteceu em média a 500 metros da casa da vítima.

Índice de assassinatos

O Índice de Homicídios na Adolescência é elaborado em parceria entre a Unicef, o Ministério dos Direitos Humanos (MDH), o Observatório de Favelas e o Laboratório de Análise da Violência, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (LAV-Uerj).

Com o monitoramento dos homicídios por meio do IHA, Unicef e seus parceiros pretendem apoiar o planejamento e a avaliação de políticas públicas, tanto municipais quanto estaduais e federais, para enfrentar o problema e salvar a vida dos adolescentes.

  • Ceará
  • Fortaleza
  • Unicef

 

 

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Turismo Nazistas construíram edifícos maciços durante a guerra para proteger cidades de ataques aéreos
Variedades Fotos curiosas que lhe farão pensar um pouco
Saúde e Bem Estar 7 cuidados que devemos ter quando vamos entrar ou sair do inverno
Mangás e Animes Oito curiosidades que você não deve saber sobre os Simpsons
Comportamento 7 sinais de que você está em um relacionamento tóxico
Variedades Super Heróis em situações inusitadas
Variedades Você sabe quais são os lugares mais seguros no avião?
Variedades 18 coisas que só sabem quem tem irmãos