Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Skank faz show com '''good vibe''', protesto político, hits e quase nenhum risco no Rock in Rio

Cinquentões no pop rock usaram fórmula do hit atrás de hit e fizeram muita gente novinha cantar de olhos fechados. Vocês, políticos, são piores que ladrões, vocês matam gente , disse Samuel Rosa em longo discurso.

 

Cinquentões no pop rock brasileiro, os rapazes do Skank ainda conseguem fazer muita gente novinha cantar de olhinhos fechados e gritar: "Essa é a minha música".

Foi assim na abertura do palco Mundo neste sábado (16), segundo dia de Rock in Rio. O grupo mineiro levou "good vibe" e agradou tanto o público fã de pop, que foi para ver Maroon 5 no fim da noite, quanto quem estava só a passeio, sem atração preferida.

Samuel Rosa Skank Rock in Rio (Foto: Marcos Serra Lima/G1) Samuel Rosa Skank Rock in Rio (Foto: Marcos Serra Lima/G1)

Samuel Rosa Skank Rock in Rio (Foto: Marcos Serra Lima/G1)

Para isso, usou sua fórmula de quase todo show: hit atrás de hit. Apareceram "Uma partida de futebol", "Jack tequila", "Ainda gosto dela", "É proibido fumar" e "Garota nacional". Em "Vou deixar", o pessoal foi ao auge da empolgação.

Todas essas músicas foram acompanhadas de mãos para cima, palminhas e um coro bonito de "uuu" em "Acima do Sol".

A galera só não animou muito em canções mais novas, como "Do mesmo jeito", do último disco, "Velocia" (2014), escolhida para abrir o show.

Público se manifesta durante discurso de Samuel Rosa no Palco Mundo

Público se manifesta durante discurso de Samuel Rosa no Palco Mundo

Protesto

Samuel Rosa quase não correu riscos durante a apresentação. Pediu para os fãs levantarem camisas e usou seu carisma para elogiar muito o público, que respondia sempre com aplausos. "Vocês não sabem o que significa para o Skank tocar diante de tanta gente".

O único momento que destoou do resto foi quando o vocalista fez um longo discurso político contra a corrupção, antes de "Indignação".

"Nosso dinheiro está escorrendo pelo ralo. Acredito nos brasileiros, não nos políticos", disse. "Quero dizer que a gente não se parece com vocês, políticos. Vocês são piores que ladrões. vocês matam gente". Nesse momento, a plateia puxou gritos de "Fora, Temer".

'É Proibido Fumar' levanta o público durante show do Skank no segundo dia de Rock in Rio

'É Proibido Fumar' levanta o público durante show do Skank no segundo dia de Rock in Rio

Público canta junto com Skank 'É Uma Partida de Futebol' no Rock in Rio 2017

Público canta junto com Skank 'É Uma Partida de Futebol' no Rock in Rio 2017

Skank abre show no Rock in Rio 2017 com a música 'Do Mesmo Jeito

Skank abre show no Rock in Rio 2017 com a música 'Do Mesmo Jeito'

 

 

 

 -  Show do Skank no segundo dia do Rock in Rio  Foto: ArteG1
Show do Skank no segundo dia do Rock in Rio Foto: ArteG1
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Comportamento Veja como os padrões masculinos mudaram ao longo dos últimos 100 anos
Turismo Nazistas construíram edifícos maciços durante a guerra para proteger cidades de ataques aéreos
Artes Algumas criações de bons artistas
Variedades Fotos curiosas que lhe farão pensar um pouco
Personalidades Os 23 atores de séries mais bem pagos
Celulares Smartphone Red Hydrogen integrará holografia e estereoscopia
Comportamento Sem espaço em casa? veja essas ideias
Variedades Como encher balões em casa sem gás hélio