Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Ação pede resgate das vítimas de naufrágio no Rio Amazonas

 
 - Rebocador naufragou após colisão com um navio.  Foto: Divulgação
Rebocador naufragou após colisão com um navio. Foto: Divulgação

O Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) ajuizaram ação, na quarta-feira (13), na Justiça Federal em Santarém, com pedido de decisão para obrigar a União, o Estado do Pará e a empresa de transportes Bertolini a fazer o resgate dos desaparecidos no naufrágio ocorridoem agosto, em Óbidos.

O pedido é que o resgate de vítimas - a chamada salvatagem - seja feito com urgência, independentemente dos esforços que estão sendo feitos para realizar a reflutuação da embarcação. Até o ajuizamento da ação, segundo o MPPA, a Bertolini vinha divulgando que a reflutuação da embarcação e o resgate dos desaparecidos seriam feitos simultaneamente entre outubro e novembro. Mas, como destaca a ação, a salvatagem pode ser feita independentemente da reflutuação. 

PLANO

A ação também pede que a União e o Estado do Pará elaborem um plano emergencial que preveja alocação de profissionais e equipamentos habilitados para a realização de operações de assistência e salvamento neste tipo de acidente. O naufrágio do ebocador da Bertolini ocorreu em 2 de agosto, após colisão com outro navio no Rio Amazonas, perto de Óbidos. Nove tripulantes do rebocador continuam desaparecidos. 

A operação de salvatagem, segundo o MPPA, não foi realizada até o momento porque a Capitania Fluvial de Santarém e o Corpo de Bombeiros não dispõem de mergulhadores habilitados a trabalhar nas condições de profundidade, visibilidade e correnteza em que a embarcação se encontra no rio, nem dos equipamentos necessários, alertam o MPF e o MPPA. Essa situação viola as normas de direito marítimo, assim como as atribuições institucionais da Marinha e do Corpo de Bombeiros, criticam os membros do MP. “Não se pode gerar mais sofrimento às famílias das vítimas impondo-lhes que aguardem o longo processo de reflutuação da embarcação”, diz trecho da ação. 

PARA ENTENDER

A salvatagem é o conjunto de medidas de resgate marítimo e fluvial que demanda mergulhadores e equipamentos específicos para a localização das vítimas após um desastre. Já a reflutuação é a recuperação da embarcação afundada, e tem o objetivo de restaurar as condições e atividades originais da embarcação.

(Diário do Pará)

PUBLICIDADE
Variedades Porque os pilotos diminuem as luzes antes da decolagem?
Variedades Dezoito esculturas na areia que são verdadeiras obras de arte
Turismo Castelo Yester, as ruínas de uma contrução histórica envolta em misticidade
Variedades Será possível descubrir o que revela sobre sua saúde e felicidade analisanado as linhas do pulso?
Música Ariana Grande desmente calvicie exibindo cabelos crespos
Variedades Apenas 3% da população mundial tem a marca X em ambas as mãos
Celulares Novo Iphone deverá ter reconhecimento facial, lançamento previsto para 2018
Variedades Como plantar abacate em casa?
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE